Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

  

O novo horário, o regresso de José Candeias ao contacto directo com os ouvintes e a dupla António Macedo e Ricardo Alexandre constituem as novidades e a “melhor solução” para a programação das manhãs da Antena 1.
 
Daniel Pinto Lopes
 
A partir do dia 1 de Fevereiro as manhãs da Antena 1 vão arrancar às 05:00 com José Candeias, que regressa à rádio depois da recente passagem pelo Rádio Clube Português, precisamente no mesmo horário.
 
A partir das 06:00, José Candeias “lança a agulha” para um perfil mais urbano, “convidando” quem escuta a seguir para o horário seguinte, que começa às 07:00, numa emissão conduzida em dupla por António Macedo e Ricardo Alexandre.
 
“Quem não tiver uma boa emissão entre as 05:00 e as 07:00 dificilmente consegue ter bons resultados depois deste horário”, explica ao Expressões Lusitanas o director da rádio pública.
 
O comunicador José Candeias é o recente reforço da estação, um profissional que conta com 27 anos de rádio. Começou aos 20 na Rádio Renascença e passou os últimos sete na Media Capital, onde participou em vários formatos de programas.
 
Para Rui Pego o nome de José Candeias é uma “evidência”, salientando que “não houve um golpe de génio” por parte da direcção da Antena 1 ao colocar o nome do comunicador em cima da mesa.
 
O director de programação das rádios do grupo RTP salienta o “capital profissional inestimável e único” de José Candeias junto de segmentos da população que “interessam” particularmente à Antena 1.
 
“Quando o pais acorda, há um conjunto de pessoas que estão despertas e já puseram as cidades a funcionar. É para com estas pessoas que o José Candeias tem uma relação de afecto e de grande proximidade”, destaca.
 
A partir das 07:00 tem início o conceito de “talk-radio” até às 11:00. A “lenda viva” António Macedo regressa às manhãs da Antena 1, desta vez em dupla com o “candidato a lenda viva” Ricardo Alexandre, apreciações feitas aos olhos de Rui Pego.
 
O segredo, diz António Macedo, vai estar na “ligação” que os dois ‘pivots’ mantiverem em antena. “Temos de estar ‘casados’ em antena”, adianta.
 
António Macedo confessa que as novas manhãs da Antena 1 vão ser “tão estimulantes” como nas duas vezes em que trabalhou com Francisco Sena Santos.
 
Por sua vez, Ricardo Alexandre destaca que se pretende ter em emissão mais protagonistas e que a aposta na reportagem vai manter-se. As manhãs renovadas contam com dois espaços diários de entrevista. Num formato mais curto, após o noticiário das 7:00, e um outro mais alargado, depois das 10:00.
 
“É nosso objectivo que estes dois espaços sejam, tanto quanto possível, diversificados e que haja dois entrevistados. Pode haver dias em que tal não seja possível ou a ‘força’ do entrevistado ser tal que justifique ter o mesmo convidado em ambos os espaços”, informa Ricardo Alexandre.
 
Como conteúdo alternativo à entrevista depois das 10:00 está a reportagem, “sempre que se justifique”.
 
Uma forte aposta pode significar expectativas altas. O director da rádio pública diz que a vida ensinou-lhe a não ter grandes expectativas em relação às coisas. Contudo, sublinha que se “move” por convicções e que, neste caso, esta é a “melhor solução para a programação da Antena 1”, apesar de reconhecer que os resultados não vão ser imediatos.
 
“A rádio é um meio muito lento e que leva tempo para que as pessoas se fidelizem. O tempo de fidelização da rádio é diferente do da televisão”, evidencia Rui Pego.


publicado por Expressões Lusitanas às 22:33 | link do post | comentar