Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

 

“Penínsulas & Continentes” surgiu das viagens que Maria de Medeiros realizou durante a ‘tournée’ dos primeiros discos e retrata uma viagem musical intercontinental e um cruzamento de culturas, que pode ser visto ao vivo em Lisboa e em Gaia.

 

Daniel Pinto Lopes

 

“Tratou-se de explorar as influências mútuas e os cruzamentos culturais e é extraordinária a influência que as penínsulas latinas da Europa tiveram no mundo e, em particular, no mundo transatlântico”, explica Maria de Medeiros ao Expressões Lusitanas.

 

Trata-se assim de uma viagem musical intercontinental entre as Penínsulas Ibérica e Itálica e os continentes americano e africano, fruto das viagens que a artista fez durante os espectáculos dos primeiros discos, o que a levou a “viajar bastante entre as penínsulas e continentes”.

 

Neste sentido, Maria de Medeiros interpreta canções de vários compositores, desde o italiano Nino Rota ao português Sérgio Godinho, incluindo ainda temas de José Afonso e do Duo Ouro Negro.

 

O objectivo deste trabalho discográfico passa por conceder uma interpretação “jazz”, “pessoal” e “diferente” a temas destes compositores, ao mesmo tempo que se trabalha com “muito rigor” e “liberdade criativa” com os músicos.

 

“Quando as pessoas me dizem que lhes custou a reconhecer um determinado tema fico contente, porque, justamente, todo o trabalho foi feito no sentido de dar uma luz um pouco diferente sobre os temas”, detalha a artista.

 

No novo álbum, Maria de Medeiros canta em português, espanhol, catalão, inglês, kimbundo, entre outros idiomas. A actriz explica ao Expressões Lusitanas que se tratou de “explorar a própria musicalidade de cada língua” e “tentar saber o resultado do contacto de todas estas línguas com o tratamento ‘jazz’ que lhes é dado”.

 

Para Maria de Medeiros, a língua italiana é aquela com a qual tem uma maior "afinidade". Por seu lado, teve algumas dificuldades em interpretar em kimbundo e em catalão.

 

“Penínsulas & Continentes” é um disco composto por 15 temas escritos por vários compositores e, para chegar a esta lista, Maria de Medeiros quis ter como ponto de partida os artistas portugueses que a marcaram na adolescência, enquanto vivia em Portugal.

 

Destes destaca José Afonso, um compositor de “uma grande dimensão mundial” e “justamente reconhecido em Portugal”, algo que considera ser “raro” acontecer no nosso país.

 

Para além de José Afonso, Maria de Medeiros sublinha ainda que partiu de outros compositores portugueses, como Sérgio Godinho e Amélia Muge, “uma excelente compositora”, destacando que “era raro haver mulheres a compor”, apesar de hoje em dia tal situação se “verificar menos”, mesmo ainda sendo “uma minoria”.

 

Na quarta-feira, 7 de Abril, Maria de Medeiros sobe ao palco do Cinema São Jorge, em Lisboa, e, um dia depois, 8 de Abril, ruma até ao Auditório de Vila Nova de Gaia para apresentar ao vivo este “Penínsulas & Continentes” em Portugal, já que o arranque da digressão aconteceu em Barcelona, a 29 de Março.

 

O músico português The Legendary Tigerman vai ser o convidado especial destes dois concertos que, cada um deles, vão ser uma “surpresa”, confessa Maria de Medeiros ao Expressões Lusitanas.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:21 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.