Domingo, 11 de Abril de 2010

 

A RTP estreia hoje um programa “inovador”, em que os concorrentes vão participar numa série de jogos no interior de uma caixa metálica. ‘O Cubo’ marca o regresso de Jorge Gabriel à apresentação de programas de entretenimento.

 

Daniel Pinto Lopes

 

Com ‘O Cubo’ nasce “uma nova geração de conteúdos” de televisão, oferecendo “características únicas” e um formato “completamente inovador”, explica ao Expressões Lusitanas o director de programas da RTP, José Fragoso.

 

A estreia de 'O Cubo' está marcada para hoje, 11 de Abril, após o Telejornal, estando 13 semanas no ar.

 

A nova aposta da RTP é um concurso em que os concorrentes vão realizar um conjunto de jogos no interior de um grande cubo, a fim de ganharem um prémio máximo de 30 mil euros.

 

Ao Expressões Lusitanas, Jorge Gabriel detalha que ‘O Cubo’ se trata, por um lado, de “entretenimento puro”, que “pode dar a vontade de o espectador participar e vibrar com o jogo”.

 

Por outro lado, afirma, este novo concurso dá o “passo em frente” em relação à captação e edição para o futuro dos programas de televisão. Afiança que “dá vontade de ousar” e que os restantes canais vão “sentir-se impelidos” a fazer “algo semelhante”.

 

Os jogos são diferentes uns dos outros e os concorrentes desconhecem em quais vão participar. “Parecem simples”, mas “o aparato do próprio jogo, o nervosismo e a possibilidade de ganhar ou perder” podem ser factores “decisivos”, acrescenta o responsável pela programação da RTP, José Fragoso.

 

Os concorrentes têm nove vidas e duas ajudas e necessitam de boa memória, reflexos rápidos, equilíbrio, nervos de aço e “se não tiverem ambição” não ganham o dinheiro em jogo, adianta Jorge Gabriel

 

“’O Cubo’ não facilita e só expõe algumas das nossas dificuldades físicas ou de memória. Por fora, os jogos parecem muito simples. Contudo, quem vai para o interior do cubo sente muita dificuldade em jogá-los”, alerta o apresentador, que está de regresso aos programas de entretenimento.

 

Jorge Gabriel refere ainda que “todos os concursos são estimulantes” e, por não ter tido nenhum semelhante a ‘O Cubo’, não pode fazer comparações, mas está “expectante” pelo resultado final.

 

‘O Cubo’ vai ter à disposição 50 câmaras fotográficas e câmaras de alta velocidade (até duas mil imagens por segundo) que permitem mostrar ao espectador imagens congeladas em movimento, ao estilo Matrix.

 

Cada programa tem a duração de 50 minutos.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:17 | link do post | comentar