Quinta-feira, 12 de Agosto de 2010

 

Foto: Organização

 

David Blanco venceu hoje a sétima etapa da Volta a Portugal em Bicicleta, que uniu Idanha-a-Nova ao alto da Torre. Com esta conquista, o ciclista galego consolida a sua posição na classificação geral e pode antever a sua vitória na Volta. A tirada de hoje foi influenciada pelos incêndios que lavram em Portugal.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A meio da manhã, a organização viu-se forçada a alterar o percurso da etapa rainha da Volta a Portugal em Bicicleta, por causa dos incêndios que lavram no concelho de Seia.

 

Os 168 quilómetros iniciais encolheram para 122,9 (menos 45 quilómetros) e o ataque à Serra da Estrela teve de ser feito via Manteigas. A passagem pelo alto do Carrazedo, uma contagem de montanha de primeira categoria, foi cancelada.

 

No maciço central da Serra da Estrela, o ar puro habitual deu lugar ao fumo e à queda de faúlhas provocadas pelas chamas que penetraram o Parque Natural, qualidade de ar pouco recomendada ao esforço exigido aos ciclistas.

 

 

Como tradição, vários populares rumaram à Serra da Estrela e, individualmente ou em grupo, escolhem um espaço para almoçar, conviver e assistir ‘in loco’ à passagem dos ciclistas.

 

 

 

Voltando à estrada, David Blanco consolidou hoje a sua liderança e está a três etapas de se sagrar vencedor da 72ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta.

 

Blanco chegou à meta instalada na Torre (contagem de montanha de categoria especial) em 3:26:59 horas, à frente do ciclista português Hernâni Broco, que tirou o segundo lugar na classificação geral ao espanhol David Bernabéu, que ocupa agora a quinta posição.

 

O terceiro ciclista a alcançar a meta na Torre foi o também espanhol Sérgio Pardilla.

 

Amanhã, 13 de Agosto, cumpre-se a oitava e antepenúltima etapa da Volta deste ano. Os ciclistas vão ter de percorrer os 169,9 quilómetros do percurso que liga Oliveira do Hospital a Oliveira do Bairro.



publicado por Expressões Lusitanas às 22:20 | link do post | comentar