Sexta-feira, 27 de Agosto de 2010

 

Os jardins do Palácio de Cristal, no Porto, acolhem novamente o Noites Ritual, festival que aposta na música portuguesa. Para além da componente musical, vão haver actividades paralelas, como teatro de marionetas, fotografia, projecção de ‘videoclips’ e uma feira alternativa. A entrada é livre.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

O Noites Ritual teve a sua primeira edição em 1992, “numa altura em que o panorama musical do Porto se confinava a raras iniciativas pontuais”, recorda a organização em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

O evento tem em conta a música portuguesa, uma opção que “poderia não ser a mais fácil, mas que parecia capaz de deixar sementes mais duradouras”.

 

Os dois palcos do Noites Ritual vão apresentar apostas recentes, as entradas discográficas no mercado, em paralelo com “os nomes mais que confirmados no panorama nacional”.

 

Na primeira noite, hoje, sexta-feira, o Noites Ritual começa com Os Tornados, seguido dos Diabo na Cruz e, para terminar, vindos directamente de Almada, os OqueStrada.

 

Ao Palco Ritual vão subir “novos projectos a serem descobertos” e “bandas que este ano se assumem como verdadeiras novidades”, tais como Salto, Samuel Úria e Anaquim.

 

A segunda noite do festival tem lugar no sábado e a música prossegue com Sean Ridley & The Slowriders, The Legendary Tigerman (convidadas especiais Phoebe Killdeer, Rita Redshoes e Cláudia Efe) e a presença de Slimmy, apresentando em primeira mão, no Porto, o seu novo álbum.

 

Neste dia de encerramento, o Palco Ritual é ocupado por três novas bandas da música portuguesa - os Unoeskimo, Tiguana Bibles e John is Gone.

 

Para além da componente musical, decorrem actividades paralelas durante os dois dias do Noites Ritual.

 

Seguindo a tradição de “uma quase extinta arte de representação em Portugal [teatro de marionetas]”, Rui Sousa, sob a influência de José Gil, reproduz o Teatro D. Roberto com a peça “O Barbeiro”.

 

“As fantochadas presentes nestas representações são um legado vivo, que passam de bonecreiro para bonecreiro, a fim de prevalecer uma das mais antigas artes cénicas portuguesas”, detalha a organização.

 

Alexandre Nobre expõe, por seu lado, um conjunto de fotografias sobre “uma casa vazia a deteriorar-se e com alguns objectos deixados pelo(s) último(s) morador(es)”. A exposição intitula-se “Gerinaldo - À Volta do personagem e de uma ideia musical”.

 

Na edição de este ano, os festivaleiros do Noites Ritual podem ver as bandas em cartaz por duas formas: durante o concerto ou através do visionamento dos respectivos ‘videoclips’.

 

“É uma maneira de dar a conhecer uma outra parte do trabalho dos artistas e realizadores, que, muitas vezes, não têm o devido destaque nos canais de televisão do nosso pais”, afirma a organização no mesmo comunicado.

 

A “feira alternativa”, que se realiza entre as 15:00 e as 02:00, coloca à venda CD’s, DVD’s, artesanato, ‘merchandising’, acessórios de moda, bijutaria, vestuário, entre outros.

 

HORÁRIOS

 

SEXTA, 27 AGOSTO

 

21h30 | SALTO | PALCO RITUAL

22h05 | OS TORNADOS |PALCO 1

22h55 | SAMUEL ÚRIA | PALCO RITUAL

23h35 | DIABO NA CRUZ | PALCO 1

00h30 | ANAQUIM | PALCO RITUAL

01h15 | OQUESTRADA | PALCO 1

 

SÁBADO, 28 AGOSTO

 

21h30 | UNOESKIMO |PALCO RITUAL

22h05 | SEAN RILEY & THE SLOWRIDERS | PALCO 1

22h55 | TIGUANA BIBLES |PALCO RITUAL

23h30 | THE LEGENDARY TIGERMAN |PALCO 1

00h35 | JOHN IS GONE | PALCO RITUAL

01h15 | SLIMMY |PALCO 1

 

ABERTURA DE PORTAS: 21.00 H

INÍCIO DOS ESPECTÁCULOS: 21.30 H



publicado por Expressões Lusitanas às 20:13 | link do post | comentar