Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

 

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) repudiou na passada quinta-feira o "despedimento selectivo, arbitrário e ilegal" de profissionais do jornal Correio da Manhã e da revista TV Guia, pertencentes ao grupo Cofina.


Expressões Lusitanas

Com Lusa

 

Escusando-se a comentar a acusação do SJ, a Cofina admitiu, porém, à agência Lusa que "mantém uma actividade contínua de recrutamento e dispensa de recursos humanos" na sua gestão e na "sua permanente resposta às necessidades do mercado".

 

Em comunicado, o Sindicato dos Jornalistas refere ter tomado conhecimento de que o grupo Cofina "tem estado a abordar jornalistas com vista ao seu despedimento selectivo, arbitrário e ilegal".

 

Sem precisar o número de funcionários em causa, o sindicato assinala que jornalistas "foram chamados aos respectivos directores, que os confrontaram com a notícia de que seriam contactados pelos serviços de recursos humanos, a fim de procederem à rescisão dos seus respectivos contratos de trabalho".

 

Contudo, acrescenta o SJ, não foram justificados "os critérios de selecção dos trabalhadores abrangidos".



publicado por Expressões Lusitanas às 17:00 | link do post | comentar