Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

 

O romance “Deixem Passar o Homem Invisível”, da autoria de Rui Cardoso Martins, foi galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores (APE), informa a editora Dom Quixote em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

Expressões Lusitanas


O júri, constituído por José Correia Tavares, Eugénio Lisboa, Luís Mourão, Luísa Mellid-Franco, Pedro Mexia e Serafina Martins, deliberou, por maioria, a atribuição do prémio ao livro de Rui Cardoso Martins, um dos 83 que este ano concorreu ao galardão.

 

O Grande Prémio de Romance e Novela da APE, atribuído desde 1982, já distinguiu 24 autores de 16 editoras e houve quatro que bisaram, tais como Vergílio Ferreira, António Lobo Antunes, Agustina Bessa-Luís e Maria Gabriela Llansol.

 

O livro, editado pela Dom Quixote em Junho de 2009, conta a história de entreajuda e cumplicidade entre um homem, cego desde os oitos anos, advogado, e de um escuteiro regressado de uma actividade na Igreja de São Sebastião da Pedreira. Ambos caíram numa caixa de esgoto aberta e situada junto à referida Igreja, durante uma grande enxurrada em Lisboa.

 

Rui Cardoso Martins nasceu em Portalegre em 1967 e é escritor, jornalista e argumentista.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:53 | link do post | comentar