Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

 

Portugal no Coração surgiu ontem com um novo cenário e rubricas temáticas para cada dia da semana útil. Para além das histórias de vida e da presença de convidados em estúdio, o programa das tardes da RTP vai contar ainda com rábulas protagonizadas por cinco humoristas convidados.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

O programa muda de visual e apresenta algumas novidades, mas a dupla de apresentadores mantém-se. Tânia Ribas de Oliveira refere que o novo formato é “diferente” do anterior e, por tal, vai ser “vencedor”.

 

Por seu lado, João Baião afirma ser “bom voltar a casa [estúdios]”, agora que a mesma “está renovada” e, sobretudo, na companhia da “sua Tânia”.

 

As alterações ao cenário permitiram que este se tornasse maior em relação ao antigo, facto que possibilita as actuações de música ao vivo ou a execução de passatempos, como a eleição do “Rei do Acordeão”.

 

“Lançámos um desafio a todos os acordeonistas deste país para participarem no concurso e, no final, vamos nomear o Rei do Acordeão”, explicava ontem o director de programas da RTP, José Fragoso, em conferência de imprensa.

 

O renovado Portugal no Coração apresentará ainda dicas e sugestões gastronómicas ligadas à doçaria, cozinha portuguesa e do mundo, alimentação saudável e ao aproveitamento das sobras do dia-a-dia. O chef Luís Suspiro divulgará as suas propostas culinárias às segundas-feiras.

 

Ana Bola, Maria Vieira, Vítor de Sousa, António Machado e Carlos Cunha são os cinco humoristas convidados do novo Portugal no Coração. Cada um deles terá atribuído um dia específico da semana para entreter o público.

 

“Cada um de nós vai ter de fazer um personagem diferente todas as semanas, algo que considero ser um desafio para nós, actores, e para o guarda-roupa”, considera Ana Bola.

 

Com um ‘décor’ específico, as rábulas vão realizar-se na cadeira da barbearia de João Baião. Aproveitando o facto de serem feitas em directo, tal situação “permite focar nos temas da actualidade”, acrescenta Ana Bola.

 

Face à concorrência dos programas das tardes da SIC e TVI, o director de programas da RTP sublinha apenas que a estação pública pretende fazer “bons programas” de televisão e com “boas audiências”.



publicado por Expressões Lusitanas às 12:46 | link do post | comentar

2 comentários:
De Mariana a 28 de Setembro de 2010 às 19:16
tenho um novo blog sobre portugal mas o teu é muito melhor vou começar a visita-lo muito mais


De Expressões Lusitanas a 6 de Outubro de 2010 às 11:33
Mary,

O Expressões Lusitanas agradece a sua preferência.


Comentar notícia