Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

Pedro Ayres Magalhães é dos mentores dos Madredeus


Os Madredeus despedem-se com um “até sempre”. “Castelos na Areia” é o terceiro e último disco dos Madredeus & A Banda Cósmica desde a sua reformação em 2008, informa o colectivo em comunicado. O disco foi editado esta segunda-feira, 25 de Outubro.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A extinção da Banda Cósmica teve lugar em Dezembro do ano passado devido à “falta de meios” para contratar um grupo “tão numeroso de artistas”, uma vez que “os concertos não abundam, a rádio e televisão pouco arriscam na divulgação deste tipo de música”. Para além disso, e no mesmo comunicado, referem que a venda de discos é “completamente irrisória”.

 

“Castelos na Areia” junta-se aos já editados “Metafonia” e “Nova Aurora”, completando a trilogia dos Madredeus com a Banda Cósmica, desde 2008, e já sem a vocalista Teresa Salgueiro e os músicos Fernando Júdice e José Peixoto.

 

Durante estes dois anos, a banda realizou 21 concertos em Portugal, três na Polónia, dois em Espanha e um no Brasil. Despedem-se agora com “Castelos na Areia”, um álbum de originais gravado no último trimestre de 2009 e só agora lançado oficialmente.

 

Composto por 11 temas, entre baladas, ‘grooves’, "dramas" e "desafios", o último disco foi “pensado” e “destinado “a ser divulgado por uma “rádio progressista”, pode ler-se no comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

Os Madredeus despedem-se assim da cena musical nacional com um “até sempre”.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:31 | link do post | comentar