Quinta-feira, 28 de Outubro de 2010

 

Susana Falhas é professora de Português e História. Durante quatro anos não ficou colocada em nenhuma escola. “Tive de fazer outra coisa”, afirma ao Expressões Lusitanas. Natural do concelho de Meda, onde está uma das 12 aldeias históricas (Marialva), surgiu a ideia de redigir o seu primeiro guia turístico. Criou uma empresa e prevê lançar um “projecto complementar a este” no decorrer do próximo ano.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

“Senti que Marialva não estava a ser bem explorada. Fui depois conhecer as outras aldeias históricas e cheguei à conclusão de que havia uma grande falha na divulgação das mesmas. Mesmo sendo da região, até eu própria as desconhecia”, confessa Susana Falhas ao Expressões Lusitanas.

 

Outros dos factores motivadores para a escrita do guia estão relacionados com a própria promoção turística de cada uma das aldeias e em “dinamizar” o turismo do interior do país.

 

“Quando ia a um posto de turismo de uma determinada aldeia histórica, só havia informação sobre essa mesma aldeia. Até os próprios profissionais de turismo desconheciam, o que é uma falha muito grande”, considera.

 

Partiu assim para “uma aventura”. Afirma não ter sido fácil começar o projecto, porque “sem dinheiro não há nada”. Os obstáculos iniciais foram ultrapassados e criou uma empresa especializada em informação turística (Olho de Turista) e lançou “mãos à obra”.

 

Candidatou-se ao Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE), no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). Contudo, passado um ano, diz não ter obtido resposta e decidiu “procurar outras alternativas”.

 

Recorreu ao programa INOV-JOVEM, promovido pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), e recrutou três jovens desempregados formados em comunicação social, desenho gráfico e turismo. Com esta equipa concretizou a ideia de lançar o guia.

 

Em “Aldeias Históricas de Portugal” pode ler-se a história de cada uma das 12 aldeias, curiosidades, dados históricos, sugestão de percursos pedestres e de alojamento em turismo rural e hotéis, receitas tradicionais, entre outras informações. Contém ainda uma série de talões de oferta para várias actividades e, para tal, precisou do contributo dos empresários da região, uma tarefa que se revelou “difícil”.

 

“Tem a ver com a maneira de ser dos beirões. São pessoas um pouco fechadas e têm medo de tudo o que seja inovador e não gostam de arriscar”, descreve Susana. Contudo, já com o guia no mercado, a empresária nota que estão “muito satisfeitos”, porque “houve retorno”.

 

Este é o primeiro livro de Susana Falhas. Prevê continuar esta ideia e tem em mente um “projecto complementar” que vai sair no próximo ano.

 

Recorde-se que as 12 aldeias históricas de Portugal são Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso.



publicado por Expressões Lusitanas às 13:45 | link do post | comentar