Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

 

 

 

“Ar de Rock” é um projecto que junta vários músicos de conhecidas bandas portuguesas e “celebra” as “melhores canções” da música portuguesa. Outro dos objectivos é homenagear os efeitos do legado do chamado ‘pai do rock português’ – Rui Veloso -, que este ano celebra 30 anos de carreira. O concerto solidário realiza-se a 25 de Fevereiro, no Campo Pequeno, em Lisboa.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

“Ar de Rock” junta Fernando Cunha (Delfins), Emanuel Ramalho (Rádio Macau, Delfins, João Pedro Pais) na bateria, Miguel Magic (Pólo Norte) no baixo, João Gomes (LX 90, Kick Out The Jams, Ovelha Negra) nos teclados, Emanuel Andrade (Pólo Norte, Sérgio Godinho) também nos teclados e Luís Arantes (João Pedro Pais, Índigo) na guitarra, detalha a promotora do concerto em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

As vozes estão a cargo de Fernando Cunha, Paulo Costa (Ritual Tejo),  Diogo Campos (Legal Evidence), Maria Néon (Ravel) e Lara Afonso.

 

Outros convidados vão marcar presença, como Tim, Olavo Bilac, Miguel Gameiro, Flak e Rui Pregal da Cunha (vocalista dos Heróis do Mar).

 

Juntos vão interpretar os “grandes temas” da música portuguesa. ‘Chico Fininho’, ‘Não Sou o Único’, ‘Um Lugar Ao Sol’, ‘Canção do Engate’, ‘Sete Mares’, ‘Chiclete’, ‘Nasce Selvagem’, ‘Paixão’ e ’40 Graus à Sombra’ fazem parte da lista de canções.

 

O projecto surgiu da ideia de celebrar alguns dos temas mais marcantes da nossa música e pretende prestar homenagem a Rui Veloso, no ano em que se assinalam três décadas sobre o lançamento de “Ar de Rock, o seu primeiro disco (1980).

 

As receitas resultantes da venda dos bilhetes para o concerto reverterão a favor da Associação Novo Futuro, mais concretamente para a abertura de dois novos lares.

 

“A Associação Novo Futuro, fundada em Portugal, em 1996, tem como missão apoiar crianças e jovens, dando preferência a grupos de irmãos – sem distinção de idade, sexo, raça ou religião – e que estejam privados de um ambiente familiar adequado. Enquadra-se no âmbito do acolhimento prolongado, comportando os lares um número reduzido de crianças, de forma a assumir estruturas de vida semelhantes à estrutura familiar e permitir uma intervenção personalizada e conducente ao desenvolvimento físico, intelectual e moral equilibrados, bem como à inserção das crianças e jovens da comunidade”, explica a promotora na nota enviada.

 

O concerto solidário realiza-se a 25 de Fevereiro, no Campo Pequeno, em Lisboa. O preço dos bilhetes varia entre os 15 e os 35 euros.

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 21:15 | link do post | comentar