Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

 

 

Virgílio Castelo regressa aos palcos com ‘Um, Ninguém e Cem Mil’, da autoria do italiano e Nobel da Literatura Luigi Pirandello. A peça de teatro vai estar em cena este fim-de-semana (dias 28, 29 e 30 de Janeiro), às 21h30, no Teatro Tivoli, em Lisboa. Parte das receitas resultante da venda dos bilhetes reverte a favor da SIC Esperança.


Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

‘Um, Ninguém e Cem Mil’ tem encenação de Nelson Monforte e marca o regresso de Virgílio Castelo ao teatro, após um ano de ausência. Nesta peça, o actor interpreta um monólogo trágico-cómico, num espectáculo que possui uma vertente musical assegurada pela actuação em palco da violoncelista Margarida Moser.

 

De acordo com o comunicado enviado ao Expressões Lusitanas pela promotora do espectáculo, o palco de ‘Um, Ninguém e Cem Mil’ vai ser cenário de uma forte vertente multimédia.

 

‘Um, Ninguém e Cem Mil’ é o relato vivido na primeira pessoa das desventuras de Vitangelo Moscarda, herdeiro de uma reputada família da banca. “Devido a um simples comentário da mulher sobre o seu nariz, põe a sua identidade radicalmente em causa, descobrindo que há uma infinidade de Moscardas no olhar dos outros, assim como na sua própria visão”, explica a promotora no mesmo comunicado.

 

“Uma caminhada sem retorno em direcção à renúncia, à abdicação e ao despojamento total do seu nome, história e personalidade. Numa espiral de acções tão patéticas como fatídicas que, simultaneamente suscitam o riso e a pena, condena-se à bancarrota, à insanidade e ao isolamento, valsando vertiginosamente entre a loucura e a liberdade”, detalha.

 

‘Um, Ninguém e Cem Mil’ é o último romance publicado pelo Nobel da Literatura Luigi Pirandello, segundo a informação disponibilizada pela editora responsável pela tradução da obra em português.

 

Os bilhetes custam entre os 10 e os 25 euros e parte da receita reverte a favor da SIC Esperança.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 14:44 | link do post | comentar