Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

 

Os portugueses viajaram mais para a Madeira, tornando-se assim um dos mais importantes mercados turísticos para a região, a par do inglês e do alemão. Contudo, apesar da subida da quota de mercado do turismo nacional, o número de hóspedes e os proveitos totais cairam em 2010. A excepção vai para o turismo de cruzeiros.

 

Daniel Pinto Lopes (enviado especial à BTL)

 

Os responsáveis pelo Turismo da Madeira têm “consciência” das dificuldades enfrentadas em 2010, relacionadas, sobretudo, com o temporal de 20 de Fevereiro.

 

Para fazer face às consequências da catástrofe natural, seguiu-se um trabalho de recuperação de imagem realizado pela Secretaria Regional do Turismo e Transportes da Madeira, culminando na “reformulação das várias acções promocionais previstas para 2010”, referiu hoje a directora regional de Turismo, Raquel França.

 

A nova campanha intitulada “Madeira, Bela Como Sempre” teve uma “forte” e “intensa” presença em Portugal e, posteriormente, nos restantes mercados emissores de turistas para a região.

 

Contudo, os dados preliminares do Turismo de Portugal indicam que, apesar de o mercado nacional ter subido em 2010, o ano transacto ficou marcado por descidas no número de hóspedes, dormidas e proveitos totais.

 

Deste modo, a Madeira recebeu 975 mil hóspedes (descida de 7,9% comparativamente com 2009), registou cerca de cinco milhões de dormidas (menos 8,9%) e alcançou um total de 227,5 milhões de proveitos, 11,1% abaixo do verificado em 2009.

 

Por seu lado, o turismo de cruzeiros é uma excepção. Em 2010, cerca de 495 mil passageiros passaram pela Madeira, signficando um acréscimo de 14% em relação a 2009, e foram feitas 294 escalas (mais 6%).

 

A tendência positiva neste segmento do mercado turístico verificou-se em Janeiro de 2011, com um aumento de 14% do número de pasasgeiros (53.627) e de 8% nas escalas (27).



publicado por Expressões Lusitanas às 14:25 | link do post | comentar