Quinta-feira, 21.10.10

 

A jornalista da SIC Clara de Sousa foi distinguida com o prémio Melhor Comunicadora Nacional, galardão entregue na Gala de Leiria – 18ª edição dos Troféus Pedrada no Charco.

 

Expressões Lusitanas


Este ano, sob a tutela do Orfeão de Leiria Conservatório de Artes e subordinada ao tema “Idade maior”, a Gala de Leiria premiou aqueles que se distinguiram no ano de 2009/2010.

 

Entre os premiados das edições anteriores destes troféus contam-se vários nomes, como Miguel Sousa Tavares, Rui Zink, João Baião, Sílvia Alberto e José Carlos Malato.



publicado por Expressões Lusitanas às 13:26 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.10.10

 

A festa de comemoração da maioridade do canal de Carnaxide foi celebrada hoje no Teatro Tivoli, em Lisboa. Durante nove horas de emissão, várias figuras do passado e do presente da SIC foram evocadas.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

O “Parabéns a Você”, nome do programa de aniversário da SIC, começou por volta das 9:00. Cláudia Vieira, João Manzarra e Daniel Oliveira asseguraram a maratona de novas horas de emissão em directo, apenas com a pausa para o “Primeiro Jornal”, às 13:00.

 

Várias caras da estação passaram pelo Teatro Tivoli e foram recordados programas e períodos vividos durante os 18 anos da SIC.

 

Os momentos altos da festa tiveram lugar aquando da homenagem feita a Rosa Lobato Faria, Camacho Costa e António Feio, figuras marcantes da cultura portuguesa.

 

No final, com o bolo em palco, cantaram-se os parabéns e ouviram-se os acordes iniciais do hino da SIC, que, nos anos 90, antecedia a abertura das emissões diárias do canal.



publicado por Expressões Lusitanas às 23:35 | link do post | comentar

 

A primeira estação de televisão privada portuguesa completa hoje 18 anos de emissões. Para comemorar a efeméride, a SIC realiza um evento no Teatro Tivoli, em Lisboa, que vai ser transmitido em directo.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A SIC inaugurou as suas emissões regulares a 06 de Outubro de 1992, terminando com o monopólio televisivo da RTP.

 

Até aos dias de hoje, a SIC disponibilizou vários conteúdos noticiosos e de entretenimento e expandiu a sua oferta televisiva para a televisão por cabo.

 

Neste sentido, nasce, em 29 de Junho de 2000, a SIC Gold, dedicando-se a difundir as produções então transmitidas pela SIC generalista. Os resultados não foram satisfatórios e, em 2002, foi substituída pela SIC Sempre Gold.

 

Em 2004, e face também às baixas audiências, entra em acção um canal com uma linha programática diferente - SIC Comédia -, que, em 2006, viria a ser encerrado.

 

Para trás fica ainda a SIC Indoor, cujas emissões serviam de pano de fundo aos centros comerciais da Sonae e a algumas estações de comboios da CP. Exibia alguns programas da SIC generalista, como concursos, séries e telenovelas, aliados a conteúdos próprios. Encerrou em 2009.

 

A SIC Notícias foi a segunda aposta da estação de Carnaxide na televisão por cabo, a 08 de Janeiro de 2001, tornando-se, mais tarde, no canal com maior audiência em sinal codificado.

 

A SIC Internacional (1997), SIC Radical (2001), SIC Mulher (2003) e, mais recentemente, a SIC K (2009) são outros dos canais temáticos pertencentes ao universo SIC.

 

Para além da vertente televisão, a estação do grupo Imprensa desenvolve e mantém projectos na componente multimédia, como são os casos da SIC Portátil, SIC Teletexto, SIC Mobile, SIC WAP e a SIC Online.

 

O Expressões Lusitanas tentou chegar à fala com o presidente do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, com o director-geral da SIC, Luís Marques, e ainda com o director de programas, Nuno Santos, mas tal revelou-se impossível.



publicado por Expressões Lusitanas às 09:42 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.09.10

Foto: Diogo Marecos/Fremantle Media

 

O presidente do júri do concurso de caça de talentos musicais Ídolos (SIC) considera ser “muito difícil” em Portugal vencer uma concorrente do sexo feminino, apesar de “a maioria dos votantes” deste tipo de concursos ser mulheres.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

“As mulheres só votam em homens. Não me pergunte porquê, pois não sou sociólogo”, refere Manuel Moura dos Santos aos jornalistas, à margem da apresentação das gravações da segunda parte do programa – a fase do Teatro.

 

O júrado vai mais longe ao considerar que uma mulher não ganha concursos em Portugal porque estas “não querem”.

 

Moura dos Santos aponta casos de países em que, neste aspecto, “as coisas estão bastante equilibradas”, como os Estados Unidos da América, em que, nas nove edições do Ídolos americano, ganharam quatro concorrentes do sexo feminino.



publicado por Expressões Lusitanas às 20:31 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.09.10

 

A SIC estreia hoje, segunda-feira, o novo programa das tardes da estação. Conceição Lino é a aposta do canal e conduz um ‘talk-show’ à base de “conversa”, “música”, “reportagens” e onde se contam “histórias de vida de anónimos”.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A escolha do nome de Conceição Lino para apresentar o novo programa do horário da tarde da SIC foi feita com “alguma naturalidade” por parte da direcção de programas da estação.

 

“A Conceição [Lino] tem o perfil e o potencial para fazer um programa de auditório, em directo e em contacto com o espectador”, explica Nuno Santos.

 

O responsável afirma ainda que o principal desafio de “Boa Tarde” consiste em estar “mais próximo do cidadão” e recorrer mais à reportagem, ideia corroborada por Conceição Lino, que assevera “não querer ter apenas pessoas sentadas numa cadeira a falar”.

 

O novo “talk-show” da estação vai focar-se ainda em assuntos de “preocupação” para o espectador, como a saúde, a nutrição, entre outros temas, e dar a conhecer “histórias de anónimos”, tendo em conta que, diz Conceição Lino, as dos conhecidos e famosos “já se sabe de alguma coisa”.

 

Diariamente vão haver convidados em estúdio e, ao contrário dos antecessores, “Boa Tarde” prescinde de uma banda ao vivo.

 

A equipa de produção vai ser constituída pelos responsáveis de “Nós Por Cá”, também apresentado por Conceição Lino, e das anteriores tardes da SIC.

 

Liderar o horário da tarde é o objectivo a longo prazo delineado por Nuno Santos, mas recusa “pressionar” Conceição Lino para tal facto.

 

“Ainda temos tempo. O balanço do programa não vai ser feito passada apenas uma semana”, revela.

 

“Boa Tarde” vai substituir “Vida Nova, programa conduzido por Fátima Lopes até à sua mudança para a rival TVI, que, juntamente com Júlia Pinheiro, vão ser os trunfos da estação de Queluz de Baixo para as tardes dos dias úteis.

 

Face a esta situação, Conceição Lino diz “não temer” as duas profissionais concorrentes. “Temo a mim própria”, afiança.

 

Para ser a cara do novo programa da SIC, a jornalista “quis” entregar a Carteira Profissional, pelo facto de estar a trabalhar sob a alçada da direcção de programas ao invés da direcção de informação da estação de Carnaxide.

 

“Confesso ter sido difícil entregá-la, mas teve de ser”, afirma.

 

A estreia de “Boa Tarde” é esta segunda-feira, às 15:30. O programa terminará por volta das 18:25.



publicado por Expressões Lusitanas às 01:18 | link do post | comentar

Sábado, 11.09.10

 

O recente reforço da equipa de programação da SIC, Gabriela Sobral, ex-braço-direito de José Eduardo Moniz (TVI), assegura ao Expressões Lusitanas que, “se puder”, traz Júlia Pinheiro para a estação de Carnaxide.


Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

À margem da apresentação da nova aposta de ficção nacional da SIC – “Laços de Sangue” - Gabriela Sobral afirma que Júlia Pinheiro “está bem onde está [TVI]”, mas, “se pudesse”, trazia-a para a SIC.

 

“A Júlia está feliz onde está e tem um projecto óptimo quase a estrear [Casa dos Segredos] na TVI”, diz.

 

Gabriela Sobral acrescenta ainda que “Casa dos Segredos” é um programa na posse da TVI “há dois anos”, ainda no tempo de José Eduardo Moniz enquanto director-geral da estação de Queluz de Baixo.

 

Devido ao facto de “exigir esforço financeiro”, o projecto foi adiado. Mais recentemente, a entrada de André Cerqueira para a direcção de programas da TVI “veio coincidir” com a “possibilidade financeira” de o colocar no ar.



publicado por Expressões Lusitanas às 11:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.09.10

Foto: Gabriela Sobral (ex-braço-direito de José Eduardo Moniz) e Nuno Santos (director programação SIC)

 

A ex-braço-direito de José Eduardo Moniz, Gabriela Sobral, recente reforço da equipa de programação da SIC, afirma ao Expressões Lusitanas que saiu da estação de Queluz por “falta de capacidade” de “retenção argumentativa” e “emocional” da nova direcção da TVI.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Gabriela Sobral trocou recentemente a TVI pela SIC, logo após a saída de Fátima Lopes da estação de Carnaxide para a rival de Queluz de Baixo.

 

“Fui calorosamente recebida. Encontrei na SIC um núcleo de pessoas muito simpáticas, receptivas e esperançosas por mudança. Para todos os efeitos estive 11 anos na concorrência”, refere ao Expressões Lusitanas, à margem da apresentação da nova novela da SIC “Laços de Sangue”.

 

A responsável acrescenta ainda que a televisão de Carnaxide tem “todo o potencial” para se tornar num canal “muito mais forte” do que “é actualmente”. Nesta óptica considera que a ficção nacional “vai dar uma ajuda”.

 

A saída do ex-director geral da TVI José Eduardo Moniz foi um “choque de consciência” e Gabriela Sobral percebeu que a estação de Queluz de Baixo “não estava assim tão sossegada e pacífica como imaginava”.

 

“A [nova direcção da] TVI não teve capacidade argumentativa e emocional para me reter. Eram capaz de ter mais sucesso, caso o tivessem feito. Pelos vistos, a nova direcção não me conhecia e sobrestimarem-me”, explica.

 

Notícias relacionadas:



publicado por Expressões Lusitanas às 20:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.09.10

 

A SIC aliou-se à tradição de cerca de 50 anos de produção de ficção da TV Globo (Brasil) e do acordo entre as duas estações nasce “Laços de Sangue”, a estrear na antena da SIC na segunda-feira, 13 de Setembro. Os principais papéis são tripartidos entre Diana Chaves, Diogo Morgado e Joana Santos [na foto].

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A apresentação da nova aposta da ficção nacional da SIC decorreu nos estúdios da produtora SP Televisão, no Cacém. Com a pomposa chegada dos actores e actrizes de “Laços de Sangue” de elevador e posterior pose para os fotógrafos, o evento contou com a presença do presidente do conselho de administração da Impresa (dona da SIC), Francisco Pinto Balsemão, e de alguns dos responsáveis pela estação de Carnaxide.

 

O enredo de “Laços de Sangue” conta com um triângulo amoroso e de interesses tripartido entre as personagens de Diana Chaves (Inês Nogueira), Diogo Morgado (João Caldas Ribeiro) e Joana Santos (Diana Silva).

 

A trama começa com um acidente ocorrido num rio, em que duas meninas são levadas pelas correntes. O pai consegue resgatar Inês, mas morre a tentar salvar a outra filha que, apesar de o corpo nunca ter sido encontrado, consegue escapar à fúria do rio pelas suas próprias mão e é adoptada por uma família que a encontra a vaguear no meio do mato. As duas irmãs são assim separadas.

 

Anos mais tarde, Diana descobre a verdade e solta dentro de si uma revolta contra a irmã Inês, a quem atribui a culpa de a empurrar para o rio, desencadeando o referido acidente e o afastamento de uma vida melhor.

 

Inês (Diana Chaves) apaixona-se por João (Diogo Morgado), uma relação que vai ser disputada por Diana (Joana Santos), em jeito de vingança.

 

“É uma história bem escrita e contada e com boas interpretações. Para além disso, tivemos mais cuidado com a cenografia, a iluminação e a direcção de actores, algo que resulta da mais-valia da parceria com a TV Globo”, afirma ao Expressões Lusitanas o director de programas da SIC, Nuno Santos.

 

O responsável considera ainda que “Laços de Sangue” tem os “condimentos necessários” para ser uma ficção de “sucesso”.

 

“Criámos todas as condições para isso, mas quem dá o veredicto são os espectadores. São eles que vão dizer se a história lhes agrada e se vão ficar presos à mesma”, afiança.

 

Um dos protagonistas de “Laços de Sangue”, Diana Chaves”, refere que a parceria entre a SIC e a TV Globo está a ser “a melhor possível”. “É ouro sobre azul”, garante.

 

A actriz, também apresentadora de “Salve-se Quem Puder” (SIC), sublinha que o público vai “criar laços” com a nova aposta da estação de Carnaxide.

 

“Pela história e qualidade, tratando-se de uma novela que tem muitos pontos altos. Todos os núcleos estão interligados, o que obriga a acompanhar sempre a trama”, detalha.

 

Diogo Morgado, outro dos protagonistas de “Laços de Sangue”, segue a linha de pensamento de Diana Chaves, ao referir que a “grande diferença” visível com a parceria entre as duas televisões materializa-se na “estrutura dos textos” e na “forma como a história está a ser divulgada e apresentada”.

 

Em relação ao triângulo amoroso, Diogo Morgado diz que será “um pouco enrolado”, porque a Diana (Joana Santos) “vai apanhar” a sua personagem “um bocadinho frágil”, motivo para “dar passos em falso”, “obrigando” a história a desviar-se para um “sítio menos positivo”.

 

“Vão haver jogos de engano”, assevera o actor.

 

Gravada na sua maioria em cenários portugueses, como Viana do Castelo, Lago do Alqueva e o Mercado da Ribeira, em Lisboa, “Laços de Sangue” viaja ainda até ao Brasil, país no qual foram gravadas cenas em São Paulo e Rio de Janeiro.

 

A nova novela da SIC conta com direcção de argumento de Pedro Lopes (SP Televisão), a supervisão de Aguinaldo Silva (TV Globo) e a direcção-geral de Patrícia Sequeira.



publicado por Expressões Lusitanas às 14:20 | link do post | comentar

Terça-feira, 31.08.10

 

O seleccionador nacional Carlos Queiroz vai ser hoje entrevistado no Jornal da Noite da SIC, a partir das 20:00, informa a estação de televisão de Carnaxide em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.


Expressões Lusitanas


O seleccionador Carlos Queiroz foi suspenso durante um mês pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e seis meses pela Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP), estando assim impossibilitado de acompanhar a selecção no início da campanha para o Euro 2012.



publicado por Expressões Lusitanas às 15:50 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.07.10

O programa de entretenimento de caça de talentos musicais Ídolos regressa à grelha da SIC em Setembro. Actualmente estão a decorrer os ‘castings’ iniciais do concurso.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Cláudia Vieira e João Manzarra vão continuar a apresentar a nova edição de Ídolos que a estação de Carnaxide está a preparar.

 

Os ‘castings’ do concurso começaram este fim-de-semana, 24 e 25 de Julho, em Lisboa, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

 

Segue-se o Porto, nos dias 01 e 02 de Agosto, na Casa da Música. Mais a Sul, no Algarve, os ‘castings’ decorrem em Portimão, a 10 de Agosto.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:55 | link do post | comentar

Domingo, 04.07.10

 

A apresentadora de televisão Fátima Lopes sai da SIC para “iniciar um novo desafio profissional na TVI”, avança a edição ‘online’ do Correio da Manhã.

 

Expressões Lusitanas


Recorde-se que Fátima Lopes colaborou durante 15 anos com a estação de Carnaxide. ‘Vida Nova’ foi o último programa apresentado na SIC.



publicado por Expressões Lusitanas às 05:07 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.05.10

 

Os três canais generalistas querem fazer um acompanhamento a par e passo da preparação da selecção e do Mundial de Futebol apostando em jogos em directo, emissão em 3D e uma visão da África do Sul extra competição.

 

Expressões Lusitanas

Redacção (com agências)

 

O responsável da SIC pela Operação Mundial, Carlos Rodrigues, citado pela Lusa, explica que o canal aposta no "acompanhamento a par e passo da selecção, nas transmissões de futebol e numa atenção particular a reportagens mais aprofundadas da realidade socioeconómica do país".

 

A estação de Carnaxide vai emitir 18 jogos da competição, 16 da primeira fase e dois dos oitavos de final e exibe ainda resumos alargados da competição na SIC Notícias.

 

O canal 1 da RTP emitirá em directo 28 jogos do Mundial: 16 da primeira fase (que incluem o jogo de abertura e os de Portugal e do Brasil), quatro jogos dos oitavos de final, os jogos dos quartos de final e das meias finais, além dos jogos dos terceiro e quarto lugares e o da final.

 

A RTP exibe ainda os três jogos de preparação da selecção nacional, marcados para 24 de Maio e 01 e 08 de Junho.

 

Estes três jogos serão também exibidos na TVI, que, numa parceria com a Zon, garante a transmissão dos dois primeiros em 3 dimensões (3D).

 

A estação pública irá deslocar para a África do Sul uma equipa composta por 19 elementos para relatar tudo o que se passa no Mundial, mas não só.

 

"Teremos uma equipa de reportagem extra que dará conta de outras histórias da África do Sul, onde reside uma grande comunidade portuguesa", disse o director de informação do canal, José Alberto Carvalho.

 

A cobertura que a RTP fará do Mundial de Futebol, que decorre de 11 de Junho a 11 de Julho na África do Sul, estará disponível em diversas plataformas: televisão, rádio, internet (através do 'site' da estação pública e das redes sociais) e telemóvel.

 

"É uma grande operação conjunta que congrega sinergias e competências", disse José Alberto de Carvalho.

 

Também a SIC apostou nas sinergias para a cobertura do Mundial. Desta forma, para além dos onze elementos que a televisão desloca para a África do Sul -"uma equipa de oito pessoas para fazer o acompanhamento dia-a-dia do Mundial e uma outra equipa com três para cobertura da área da programação" -, o canal conta ainda com as equipas do Expresso e da Visão [também do grupo Impresa].

 

Na estação de Carnaxide, a operação mundial começou a 22 de Abril com blocos noticiosos especializados na SIC e na SIC Notícias, uma página no 'site' do canal dedicada à competição e com o programa "O Regresso dos Incríveis".

 

A SIC irá emitir ainda, no período pré-Mundial, duas grandes reportagens na África do Sul, "uma sobre Mandela e outra sobre a comunidade portuguesa que reside naquele país".



publicado por Expressões Lusitanas às 01:32 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 28.04.10

Créditos fotográficos: DN

 

Os actores Bárbara Paz e Rodrigo Hilbert estiveram em Lisboa para gravar cenas da novela “Viver a Vida” a serem transmitidas em Maio. A iniciativa resulta de uma parceria entre a câmara municipal de Lisboa, o Turismo de Lisboa e a TV Globo.

 

Daniel Pinto Lopes


Os dois actores brasileiros destacam a “receptividade” do povo português e sublinham que o Brasil é “muito bem-vindo” em Portugal.

 

Rodrigo Hilbert confessa que foi a primeira vez que esteve em Lisboa, “uma cidade maravilhosa”, enaltecendo a iniciativa realizada entre o Turismo de Lisboa e a TV Globo, facto que lhe permitiu ter estado em Lisboa.

 

Por sua vez, Bárbara Paz “não imaginava” ser tão conhecida na capital portuguesa, tal como acontece no Brasil.

 

“Em Lisboa, as pessoas param para falar connosco e sabem os nossos nomes e os das personagens. Toda a gente sabe quem eu sou e não tinha essa noção”, detalha.

 

Ambos os actores mostraram não ter conhecimento do vídeo polémico de Maitê Proença e, sobretudo, da parte em que a actriz brasileira cospe numa das fontes do Mosteiro dos Jerónimos. Bárbara Paz afirma que os portugueses “devem ter orgulho” numa cidade que “sobreviveu a tudo por aquilo que passou”,

 

“Todos os lugares e monumentos onde fomos estavam bem cuidados, limpos e organizados”, destaca a actriz, que confessa ter uma admiração por Fernando Pessoa, o seu “Deus” e “bíblia”.

 

As cenas foram filmadas em diversos lugares da capital, tais como Belém, a Praça de Camões e o Parque das Nações (a zona da antiga Expo 98).

 

O presidente da câmara municipal de Lisboa, presente na conferência de imprensa, realça a “oportunidade” que a iniciativa concede à capital portuguesa. António Costa refere que, deste modo, os brasileiros “podem conhecer uma imagem diferente de Lisboa”.

 

“No Brasil há uma ideia e uma imagem muito tradicional de Portugal, mas também de Lisboa. Por isso é importante que conheçam o que hoje somos”, explica.

 

António Costa diz ainda que Lisboa é um “cartão de visita” para os brasileiros, que “têm uma razão” para vir à capital, enquanto “turistas, investidores e trabalhadores”.

 

As imagens das cenas filmadas em Lisboa vão ser transmitidas pela SIC no decorrer do próximo mês de Maio na novela “Viver a Vida”.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:59 | link do post | comentar

Segunda-feira, 01.03.10

 

Na gala de solidariedade "Uma Flor para a Madeira" transmitida pela SIC foram angariados mais de 500 mil euros a favor da SIC Esperança, que posteriormente vai doar a quantia para duas associações madeirenses.

 

Daniel Pinto Lopes

 

A gala apresentada por Fátima Lopes e João Manzarra, que decorreu no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, conseguiu angariar um valor acima dos 500 mil euros, fruto dos donativos provenientes das chamadas telefónicas realizadas pelos telespectadores e das receitas de bilheteira da gala.

 

Neste espectáculo transmitido pela SIC estiveram presentes altas personalidades da Nação, tais como o presidente da República, Cavaco Silva, e o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, em representação do Governo.

 

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, falou directamente do Funchal, tendo deixado uma mensagem de agradecimento para com a solidariedade demonstrada pelos portugueses. Um apelo reforçado pelo presidente da câmara do Funchal, Miguel Albuquerque.

 

Foram vários os artistas que, em dueto, pisaram o palco, como Tony Carreira e Mickael Carreira, Fernando Tordo e Hélder Moutinho, Sérgio Godinho e Filipe Pinto (Ídolos), Anjos e Carlos Costa (Ídolos), Laurent Filipe e Diana Piedade (Ídolos), Marco Paulo e Vânia Fernandes, José Cid e José Perdigão, Paulo de Carvalho, Mário Laginha, Luís Represas e João Pedro Pais, Pedro Jóia e Ricardo Ribeiro, Camané e Xutos e Pontapés, Rui Veloso, Kátia Guerreiro, Ana Sofia Varela, entre outros.

 

O montante esta noite angariado vai reverter a favor da SIC Esperança, que vai doar à Associação Desenvolvimento de Santo António e Associação de Desenvolvimento da Ribeira Brava.



publicado por Expressões Lusitanas às 01:49 | link do post | comentar

Sexta-feira, 01.01.10

              Gala do concurso televisivo Ídolos

 

O concurso de televisão Ídolos vai realizar uma gala dedicada à música portuguesa, após júri e produção do programa terem constatado a quase exclusividade da interpretação de músicas em inglês por parte dos finalistas do programa.

 
Daniel Pinto Lopes
 
Fonte da produtora do Ídolos (Fremantle Media) refere ao Expressões Lusitanas que as canções “são escolhidas pelos concorrentes e, posteriormente, avaliadas pelo júri e pelo espectador, que tem a palavra final”.
 
A mesma fonte refere ainda que “está prevista a realização de uma gala em que os concorrentes têm de cantar apenas em português”, não adiantando, contudo, a data da sua realização.
 
O Expressões Lusitanas quis saber a opinião dos quatro elementos do júri do programa sobre como avaliam o facto de os finalistas do Ídolos terem vindo a cantar maioritariamente canções de língua inglesa nas galas transmitidas pela SIC aos domingos.
 
O director dos canais temáticos da estação de Carnaxide salienta que tal situação é “inevitável”, tendo em conta que “as referências pop em todo o mundo são anglo-saxónicas e Portugal não é excepção”.
 
Pedro Boucherie Mendes sustenta ainda que, apesar de a produção nacional ser “suficientemente boa”, não é “suficientemente abundante”.
 
                                                        
 
O músico Laurent Filipe adianta, por sua vez, que a interpretação quase maioritária de temas em inglês tem vindo a ser “falada” entre os elementos do júri e, por tal razão, numa gala futura, vai haver “um compromisso entre cantar em inglês e em português, justamente para se tentar equilibrar o facto de não se ter cantado muitas canções em português".
 
O músico partilha da opinião sustentada por Pedro Boucherie Mendes em relação à quantidade do reportório nacional de músicas adequadas ao perfil do Ídolos.
 
“As canções que, por exemplo, seriam melodicamente mais interessantes são, normalmente, no reportório nacional, coisas mais lentas, baladas e que não se prestam tanto em criar uma gala mais animada ou agitada, como aconteceu com o recente tributo a Mickael Jackson”, afirma Laurent Filipe.
 
Contactados pelo Expressões Lusitanas, os jurados Roberta Medina e Manuel Moura dos Santos não estiveram disponíveis para prestar declarações até à hora de publicação deste artigo.


publicado por Expressões Lusitanas às 11:28 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.10.09

 

Uma reportagem exibida pela SIC sobre a edição do mais recente disco (lançado este ano) por Emanuel - "O Meu Carro é Velho".

 

A reportagem relata ainda a vida actual do cantor e sobre os seus tempos livres, quando não está a gravar, compor ou em digressão pelo país.



publicado por Expressões Lusitanas às 22:35 | link do post | comentar

Sábado, 20.06.09

Os apresentadores de televisão Nuno Eiró e Nuno Graciano vão lançar um disco de música popular portuguesa.

 
Os clássicos como "Apita o Comboio" (dos Mundo Novo) ou "Toma Toma" (de Emanuel) têm agora novas letras escritas de propósito para este disco, produzido por Emanuel.
 
Nuno Eiró e Nuno Graciano pretendem "deixar de estigmatizar tanto a diferença do que é pimba, do que é bem e do que não é" e, assim, "misturar tudo isto num álbum e conceito chamado 'Pimba Chique'".
 
Veja agora a reportagem apresentada no jornal da SIC.

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 14:28 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.04.09

                                               

 

Os nomeados para o prémio Música dos Globos de Ouro 2008 já estão escolhidos e nas várias categorias:
 
Melhor intérprete:
Camané
Mariza
Tony Carreira
Rui Reininho
 
Melhor grupo:
Buraka Som Sistema
Deolinda
Da Weasel
Mesa
 
Revelação do Ano:
Deolinda
Rita Redshoes
Perfume
Classificados
 
O evento é organizado anualmente pela revista Caras e pela SIC e este ano vai ser apresentado por Bárbara Guimarães.
 
Em palco vão estar diferentes personalidades de relevo da cena artística portuguesa e internacional, para atribuir os galardões às personalidades que mais se distinguiram nas várias áreas definidas, entre as quais a música.
 
A cerimónia de entrega das estatuetas vai decorrer no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 17 de Maio.
 
Fonte: TVI24
Fonte da imagem: Google Imagens


publicado por Expressões Lusitanas às 12:32 | link do post | comentar