Domingo, 23.01.11

 

 

A Rádio Festival é a quinta mais ouvida no Grande Porto, registando 6,1% de Audiência Acumulada de Véspera (AAV). Uma vez mais, a emissora do grupo Lusocanal, controlado por Luís Montez, ultrapassou a Renascença em ‘share’ de audiência no Grande Porto e apresenta o tempo médio de escuta mais alto no país, refere a rádio em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

Expressões Lusitanas


De acordo com os resultados do Bareme Marketest referentes ao quarto trimestre de 2010, a Festival é, entre as rádios locais do Grande Porto, a mais ouvida na região, com 6,1 de AAV. A nível total (nacionais e locais), fixa-se na quinta posição (à frente estão RFM, Renascença, Comercial e TSF).

 

No que diz respeito ao ‘share’ de audiência, a Rádio Festival regista um valor de 12,8, apenas ultrapassada pela RFM (28,5%).

 

Já no que se refere ao tempo médio de escuta, a Festival tem um registo de 4.28 horas de escuta, “o mais alto do país”, pode ler-se no mesmo comunicado.

 

A emitir a partir dos estúdios instalados na Rua da Alegria, no Porto, a rádio Festival “privilegia a música portuguesa e a proximidade com o ouvinte”, explica. Este ano comemora 25 anos de existência.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 16:49 | link do post | comentar

Sábado, 22.01.11

 

 

A emissora do grupo Media Capital consolida a sua posição no segundo lugar das rádios mais ouvidas em Portugal. A Rádio Renascença, que até há bem pouco tempo ocupava este posto, continua a tendência de descida. Por seu lado, a RFM continua a ser rádio preferida da maioria dos portugueses.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Os resultados das audiências de rádio do quarto trimestre de 2010 foram revelados na semana passada pela Marktest no seu estudo Bareme Rádio.

 

O indicador mais importante na análise das audiências trimestrais de rádio é a Audiência Acumulada de Véspera (AAV). Calculado sobre a véspera, apresenta a percentagem de indivíduos que escutaram uma estação no período de um dia, independentemente do tempo despendido.

 

A RFM mantém a liderança e a sua audiência não sofre alterações. A rádio do grupo r/com tem 13,4% de AAV, o mesmo valor obtido no terceiro trimestre do ano passado.

 

Em segundo lugar está a Rádio Comercial com 9,5% de AVV. Sobe 0,3% desde o estudo anterior, realizado nos meses de Julho, Agosto e Setembro de 2010.

 

A Rádio Renascença surge na terceira posição e mantém a tendência decrescente dos últimos meses, factor que a retirou da vice-liderança. A RR apresenta uma AAV de 8,1%, menos 0,1% do que no último estudo da Marktest.

 

A TSF (4,6% de AAV) ultrapassa a Antena 1, uma das emissoras que mais perdeu neste estudo. Desceu 0,5% para os actuais 4,4% de AAV.

 

Em sexto e sétimo lugares estão, respectivamente, a M80 (4,2% AAV) e a Cidade FM (4,1%). A emissora dedicada aos êxitos dos anos 70, 80 e 90 vem subindo a pouco e pouco nas audiências, mas desta vez teve a ajuda da colega Cidade FM (ambas pertencem ao grupo Media Capital), que desceu 0,4%.

 

Mais abaixo está a Antena 3, que subiu 0,3%, passando dos anteriores 2,9% para os actuais 3,2%. Segue-se, em nono lugar, a Mega Hits, com 2,2% (perdeu 0,5% de audiência).

 

Já no fundo da tabela está a Rádio Sim, emissora do grupo r/com focada num público-alvo acima dos 55 anos de idade. Logrou 0,9% de AVV, 0,1% mais do que na vaga anterior.

 

Em termos de grupos de rádio, a r/com (Renascença, RFM, Mega Hits e Rádio Sim) lidera o meio com 23,8% AAV (o mesmo valor registado no terceiro trimestre de 2010). Segue-se a Media Capital Rádios (Comercial, Cidade FM, Best Rock, M80, Mix FM e Star FM) com 17,6% de AAV (perde 0,4).

 

A RDP (Antenas 1, 2 e 3) mantém no total o mesmo valor de audiência (7,8% de AAV), que, apesar da descida da Antena 1, beneficia da subida das Antenas 2 e 3. Já a TSF sobe 0,1% para os 4,6% de AAV.

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 21:17 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.10.10

 

A Rádio Comercial conseguiu aguentar o segundo lugar da tabela das rádios mais ouvidas em Portugal, depois de no trimestre anterior ter destronado a Renascença desta posição. Apesar de líder, a RFM continua a perder audiência.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Os resultados das audiências de rádio do segundo trimestre de este ano foram ontem revelados pela Marktest no seu estudo Bareme Rádio.

 

O indicador mais importante na análise das audiências trimestrais de rádio é a Audiência Acumulada de Véspera (AAV). Calculado sobre a véspera, apresenta a percentagem de indivíduos que escutaram uma estação no período de um dia, independentemente do tempo despendido.

 

A RFM continua a ser a rádio mais ouvida em Portugal, apesar da tendência decrescente verificável nos últimos trimestres. A Rádio do grupo r/com tem 13,4 de AAV, o que representa uma descida de 0,3% em relação ao segundo trimestre de este ano.

 

Logo a seguir está a Comercial com 9,2 de AAV, o mesmo resultado do que no anterior estudo. Em terceiro lugar está a Renascença, que não conseguiu recuperar da queda de posição. A emissora católica portuguesa perdeu agora 0,3%.

 

Houve mexidas no quarto lugar. A Cidade FM (4,5% AAV, descendo 0,5%) cede esta posição à Antena 1. A rádio do grupo RTP sobe cinco pontos percentuais nas audiências do terceiro trimestre do ano (4,9%).

 

A TSF subiu 0,4%, passando dos 4,1% para os actuais 4,5%. A rádio informativa do grupo Controlinveste assegura assim o sexto lugar.

 

A M80, emissora que mais subiu nos primeiros meses do ano, fruto da passagem para uma maior rede de emissores, manteve a sua audiência em 4,1%.

 

Em oitavo e nono lugares estão a Antena 3 e a Mega Hits, respectivamente. A primeira sobe 0,2% e tem uma audiência de 2,9%. Já a segunda perde terreno ao descer 0,3% para os 2,7%.

 

Mais abaixo está a recente emissora do grupo r/com – a Rádio Sim – que desce 0,1% em relação ao trimestre anterior, fixando-se nos 0,8% de audiência.

 

Em termos de grupos de rádio, a r/com (Renascença, RFM, Mega Hits e Rádio Sim) continua a liderar o meio com 23,8%, apesar da queda de 1,2%. Segue-se a Media Capital Rádios (Comercial, Cidade FM, Best Rock, Romântica FM, M80, Mix FM, Rádio Clube Português e MFM) com 18% (desce 0,7%).

 

Os restantes dois grupos são os únicos que registam uma subida na audiência. A RDP (Antenas 1, 2 e 3) sobe 0,3% e fixa-se nos 7,8%. Por seu lado, a TSF sobe 0,4% para os 4,5%.



publicado por Expressões Lusitanas às 13:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.07.10

 

A Rádio Comercial torna-se na segunda emissora mais ouvida em Portugal, ocupando a posição até agora detida pela Rádio Renascença há longa data. A Mega Hits e a M80 atingem a maior audiência de sempre. A RFM desce, mas mantém a liderança.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Os resultados das audiências de rádio do segundo trimestre de este ano foram hoje revelados pela Marktest no seu estudo Bareme Rádio.

 

Registam-se mudanças nos lugares cimeiros da tabela. A Rádio Comercial (grupo Media Capital Rádios - MCR) sobe 0,8%, passando de 8,4% de AAV – Audiência Acumulada de Véspera - no primeiro trimestre do ano para os agora 9,2%. Neste sentido, retira a segunda posição à Rádio Renascença (grupo r/com), que desce 1,5% (dos 10% para os 8,5% de AAV).

 

Apesar destas mudanças, a RFM (grupo r/com) mantém-se enquanto rádio mais ouvida do país com 13,7% de AAV. Contudo, a rádio das “grandes músicas” perde 0,6% face ao primeiro trimestre de 2010 (14,3%).

 

Ainda no grupo r/com, a Rádio Sim, dirigida ao público sénior, desce 0,3% atingindo uma AAV de 0,9%.

 

A M80 (grupo MCR) é uma das duas rádios que regista uma maior subida (1,1%) e apresenta 4,1% de AAV, ocupando o sexto lugar, o mesmo que a TSF (4,1% de AAV). A rádio notícias vê a sua audiência subir 0,3%.

 

A Mega FM (grupo r/com) é a segunda rádio a registar uma subida importante de 1,1%, ficando em sétimo lugar nos 3% de AAV, um pouco longe dos 5% de AAV da sua concorrente Cidade FM, que sobe 0,3, mantendo-se no quarto lugar.

 

No grupo RTP, a Antena 1 sobe apenas 0,1%, conseguindo, porém, manter o quinto lugar, com 4,4% de AAV.

 

A Antena 3 vê as suas audiências descerem de 3,3% para 2,7% de AAV, o que equivale a uma variação negativa de 0,6%, estando no oitavo lugar.

 

A nível dos resultados dos quatro grupos de rádio nacionais, o grupo r/com continua a assumir a liderança (25% de AAV), embora registe uma descida de 1,3% neste segundo trimestre. Segue-se o grupo Media Capital Rádios com 18,7% de AAV (uma subida de 1,4%).

 

O grupo da rádio pública decresce 0,5% do primeiro para o segundo trimestres (7,5% de AAV) e a TSF sobe 0,3%, registando 4,1 de AAV.

 

Recorde-se que AAV significa Audiência Acumulada de Véspera e trata-se do número ou percentagem de indivíduos que escutaram uma estação no período de um dia, independentemente do tempo despendido, tendo em conta que este indicador é calculado sobre a véspera.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:11 | link do post | comentar