Sexta-feira, 28.01.11

 

Google


A câmara municipal de Lisboa está a promover dez aulas de culinária gratuitas em vários mercados municipais da cidade. As inscrições são limitadas a 20 participantes por aula e a iniciativa decorre até ao dia 02 de Abril.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Proporcionar a arte da culinária e criar uma “nova dinâmica” para os mercados municipais são os objectivos que norteiam a ideia desenvolvida pela autarquia lisboeta, refere a edilidade em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

As aulas de culinária estão limitadas a 20 participantes e as inscrições devem ser feitas nos mercados aderentes, junto ao respectivo fiscal.

 

“Os ‘workshops’ serão sempre acompanhados pelos ‘chefs’ e incluem a selecção e compra dos alimentos - único valor a pagar pelos participantes – e a preparação das respectivas refeições no local”, explica a câmara municipal de Lisboa na nota enviada.

 

A próxima aula tem lugar no dia 29 de Janeiro com o ‘chef’ Pascal Meynard, no Mercado de Arroios. Seguem-se o Mercado de Alcântara (05 de Fevereiro), Mercado de 31 de Janeiro (Saldanha; 12 de Fevereiro), Mercado da Ribeira (19 de Fevereiro), Mercado de Campo de Ourique (05 de Março), Mercado de São Domingos de Benfica (19 de Março), Mercado da Ajuda (26 de Março) e Mercado de Benfica (02 de Abril).

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 11:11 | link do post | comentar

Quarta-feira, 26.01.11

 

Alguns dos ‘chefs’ compareceram na apresentação do novo programa da RTP 1

 

O sector do turismo é considerado essencial para a economia portuguesa. A gastronomia é uma parte integrante e um elemento “diferenciador” do nosso país. O novo programa da RTP 1 “Chefs” permite dar visibilidade a “um conjunto de talentos” e à “qualidade” dos nossos produtos. Estreia domingo, 30 de Janeiro, às 12:30.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

“Muitos autores dizem que o século XXI é o da alimentação. Nunca se falou tanto da alimentação como agora e é uma preocupação dos governos, nutricionistas, escolas e também mediática”, disse José Santos, da iniciativa Prove Portugal, promovida pelo Turismo de Portugal.

 

A diversidade dos produtos alimentares “distingue-nos” a nível mundial. Todavia, “não basta ter um bom produto”, pelo que é “essencial trabalhá-lo” e sobretudo “comunicá-lo”.

 

“As pessoas têm de saber a riqueza da nossa culinária. Hoje quase todos os países competem neste campo”, afirmou ainda José Santos.

 

Produzido pela Mandala para a RTP 1, o programa “Chefs” vai revelar a vida, o percurso e o perfil de alguns dos ‘chefs’ portugueses. As actuais tendências culinárias e o dia-a-dia de quem trabalha em alta cozinha são os ingredientes centrais da série de dez episódios, com uma duração de 20 minutos cada.

 

Cada programa conta com a presença de um convidado mistério, para quem os ‘chefs’ têm de preparar um prato inspirado nos seus alimentos preferidos. Apenas no final o ‘chef’ sabe para quem cozinhou e ouve os comentários sobre a sua criação culinária.

 

“Estamos a dar visibilidade a um conjunto de talentos e vamos conhecer a magia e arte dos ‘chefs’ durante a preparação de uma refeição”, afirmou o director de programas da RTP 1, José Fragoso.

 

Os ‘chefs’ Justa Nobre, Vítor Sobral, José Avillez, Fausto Airoldi, Leonel Pereira, José Cordeiro, Miguel Castro e Silva, Albano Lourenço, Bertílio Gomes e Luís Baena vão cozinhar para José Carlos Malato, Margarida Pinto Correia, Joana Vasconcelos, Mariza, Simone de Oliveira, Sílvia Alberto, Ana Brito e Cunha, Guida Maria, Rita Ferro e Nicolau Breyner, respectivamente.

 

Peixe-galo com jardineira de marisco e legumes e borrego com puré de batata e maçã com noz moscada são alguns dos pratos confeccionados.

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 19:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.03.10

Créditos fotográficos: Agência Zero

 

O incorporar numa só dose o acompanhamento e a iguaria principal, uma loiça adequada para o ambiente de festival e o conceito de dose individual são os principais traços da componente alimentar da área VIP do Rock in Rio.

 
Daniel Pinto Lopes
 

A vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, refere ao Expressões Lusitanas que a organização do evento deu “importância” aos pequenos detalhes na ementa da área VIP do Rock in Rio.

 

Neste sentido explica que a loiça “tem de ser adequada” para que a comida “não fuja” do prato e para “facilitar a movimentação” dos convidados que, na maioria dos casos, “vai estar em pé”.

 

Salienta ainda que a comida foi confeccionada de forma a evitar que “se tenha de cortar” a carne, por exemplo. Foi pensada numa opção vegetariana, alargando assim a oferta a todo o tipo de convidados.

 

Ao Expressões Lusitanas, o chefe Paulo André, responsável pela ementa da área VIP do Rock In Rio, afirma que se baseou na “nova vaga de cozinha”, tentando “apelar” às “tradições” e à “qualidade” do produto e da matéria-prima.

 

O conceito de unidose é uma das linhas que foi tida em conta na elaboração da ementa, porque, sublinha, “cada pessoa é uma pessoa” e o prato foi “pensado” para essa pessoa.

 

“Não queremos de maneira nenhuma que este seja mais um festival em que as pessoas são vistas como uma multidão e, por isso, as nossas sugestões gastronómicas baseiam-se na quantidade unipessoal e na diversidade de produtos”, destaca o chefe Paulo André.

 

Algumas figuras públicas provaram em primeira-mão as propostas que compõem a ementa a ser servida na área VIP.

 

O ‘rapper’ Boss AC explica ao Expressões Lusitanas que não dá “grande importância” ao “pormenor” da ementa da área VIP, mas, contudo, considera que tal facto “demonstra” uma “atenção ao detalhe” por parte da organização, algo que, normalmente, “não é muito visível” neste tipo de eventos.

 

João Cabeleira, Rodrigo (dos Soulbizness) e Liliana Campos foram, para além de Boss AC, outras das caras conhecidas que marcaram presença nesta apresentação.

 

 

Conheça a ementa:
 

Peixe – Massa búzio com molho de cogumelos e courgette; nacos de peixe com puré de azeitona e espinafres; açorda de tomate com peixe branco escalfado e ervilhas;

 

Vegetariano – Nhoques com molho de queijo da serra e espargos;

 

Carne – Crocante de vitela (puré de batata e vitela desfiada); tostado de aves com legumes; peito de frango com amendoim e cuscus e vegetais.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 14:11 | link do post | comentar

Sábado, 14.11.09

 

Barrigas de freira ou pão-de-ló, toucinho-do-céu ou encharcados de ovos, são alguns dos doces que podem ser saboreados até amanhã na XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça. *com SOL

 

"É pela qualidade e diversidade dos doces, mas também certamente pela gula que as pessoas visitam a mostra", afirmou à agência Lusa Mónica Baptista, vereadora da Câmara Municipal de Alcobaça, entidade organizadora do certame.

 

Mónica Baptista disse acreditar que "a edição deste ano, à semelhança das anteriores, vai ser um sucesso", admitindo que possam ser ultrapassados os 35 mil visitantes registados no último evento.

 

A iniciativa decorre no Mosteiro de Alcobaça e conta com a presença, entre os 40 participantes nacionais e internacionais, do Convento do Louriçal (Pombal), do Mosteiro de Nossa Senhora da Boa Esperança (Montalvo, Constância) e do Mosteiro de Singeverda (Santo Tirso).

 

Mosteiros de Espanha e abadias de França e Bélgica estarão igualmente representados na mostra, que inclui representantes da Polónia e do Brasil.

 

Mónica Baptista destacou ainda a realização de um concurso de licores, como já sucedia com os doces conventuais, sublinhando que não faltará no certame a tradicional ginja de Alcobaça.

 

"O licor é um complemento ao doce conventual", declarou.
 

A entrada no certame custa um euro. Com excepção de domingo, que encerra às 21:00, a XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça permanece de portas abertas até às 23:00, podendo os visitantes ficar a conhecer, também, o refeitório e as salas dos Monges, dos Reis e do Capítulo do monumento classificado como Património Mundial pela UNESCO.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 17:56 | link do post | comentar