Quarta-feira, 27.10.10

 

O produtor e instrumentalista português LINK apresenta o seu primeiro álbum a solo “Long Play”, após as várias colaborações que teve com alguns ‘rappers’ e cantores nacionais desde o início da cena ‘hip-hop’ em Portugal. “Long Play” conta com a participação vocal de diversos músicos portugueses.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

LINK combina os “ritmos quentes” com o ‘groove’ da música ‘soul’ numa “linguagem universal” presente no seu primeiro disco de estreia. A definição é feita pela agência do produtor em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

A sua carreira caracteriza-se pelas várias colaborações mantidas com ‘rappers’ desde o início da cena hip-hop em Portugal, como Sam the Kid, Valete, Chullage, Dj Kronik, Tekilla, Skunk, XEG e, mais recentemente, com o artista ‘rap/soul’ NBC que, em conjunto com New Max, Sam the Kid e Dj Bomberjack, contribuiu para a criação do álbum "Maturidade", editado em 2008.

 

Surge agora a solo. “Long Play” conta com a participação vocal de vários artistas nacionais, como Milton Gulli, Marta Ren, NBC, David Cruz, BlackMastah, New Max, João Pina, Dino & Cati Freitas e Mundo Complexo.

 

O contributo musical de “Long Play” é da responsabilidade da banda OSFUNKS, de Urbano Oliveira. Na percussão contou com o contributo de João Capinha e Vasco Finuras. A mistura e masterização de “LongPlay” ficaram a cargo de New Max.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:05 | link do post | comentar

Sábado, 09.10.10

Dj Guze (esquerda) e Poeta de Rua (direita)

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

O nome Poeta de Rua não é conhecido de todos. Desde cedo, em Amarante, Gustavo Carvalho começou a produzir e a escrever o que “sente”. As letras espelham o seu olhar pelo mundo e pelas experiências de vida. Poeta de Rua é explicado neste contexto. “Retratos” é o título do segundo e novo disco e confessa que se trata de uma espécie de diário. Escreve “praticamente” todos os dias sobre aquilo que “vê” e “sente”. A nível musical, assume ter “várias influências” de distintos géneros musicais, apesar de o ‘hip-hop’ ser a sua forma de estar na música. “Somos uma família”, diz.

 

Expressões Lusitanas: Antes de mais, porquê Poeta de Rua como nome artístico?

Poeta de Rua: Poeta está relacionado com a escrita de poesia. Da Rua é uma metáfora, porque encaro a vida como uma rua em que vamos construindo passo a passo

 

Expressões Lusitanas: A rua é a sua visão do mundo e da vida?

Poeta de Rua: Sim, apesar de haver muita gente que confunde a palavra Rua com a cena “street” (rua) do ‘rap’.

 

Expressões Lusitanas: Este seu olhar da rua (a vida e o mundo) é transferido para as letras?

Poeta de Rua: Sim e é uma constante evolução. Nunca me arrependo daquilo que escrevo, porque tenho a obrigação de escrever só aquilo que sinto e as ilações que tiro da vida. Há pessoas que hoje escrevem coisas e daqui a 10 ou 15 anos vão arrepender-se. Eu não.

 

Expressões Lusitanas: O seu segundo e novo álbum intitula-se “Retratos”. Do quê ou de quem?

Poeta de Rua: O próprio nome surge pela forma como vejo cada música do disco. Não é uma música por ser. Todos os temas têm um sentido e significado e consigo explicar letra a letra e verso a verso. Cada música é um retrato. É como se pudesse fotografar o sentimento.

 

Expressões Lusitanas: Qual é a temática principal destes “Retratos”?

Poeta de Rua: É a minha experiência de vida desde que me lembro até os meus 23 anos, a idade que hoje tenho.

 

Expressões Lusitanas: Fala sobre questões políticas, sociais ou morais? O ‘rap’ é uma música de intervenção.

Poeta de Rua: Sim, é. Neste disco falo essencialmente como essas políticas se cruzam na minha vida e até os obstáculos que algumas delas me criam. Por outro lado, e tendo como exemplo o tema “Linhas”, retrato várias linhas que tenho na minha vida e pontos de interferência e de intersecção. Desde que te conheci nesta entrevista, ambos interagimos e aquilo que me podes dar é uma experiência construtiva, seja ela positiva ou negativa.

 

Expressões Lusitanas: Pode-se concluir que estes “Retratos” são uma espécie de diário?

Poeta de Rua: Sim, é mesmo isso.

 

Expressões Lusitanas: Ao ouvir o seu disco estou a ler um diário?

Poeta de Rua: Exactamente. Até te digo mais: eu escrevo praticamente todos os dias.

 

Expressões Lusitanas: Já escreveu alguma coisa hoje?

Poeta de Rua: Sim.

 

Expressões Lusitanas: Sobre o quê, se não for indiscrição?

Poeta de Rua: Epá, hoje escrevi sobre uma cena meio ridícula. Ontem estive a jogar póquer, que é um jogo cheio de acção e reacção psicológicas. Vi, por exemplo, a forma como pessoas, que são íntimas e amigas há muitos anos, discutem coisas, como, por exemplo, uma regra mal interpretada. Ao mesmo tempo, duas pessoas presentes na mesa, sem tanta intimidade, discutem a mesma coisa. Procuro saber o ponto de violência entre as duas. Escrevi sobre coisas que vi e senti.

 

Expressões Lusitanas: Quais são as suas principais influências, em termos de estilos musicais e de nomes de artistas ou grupos?

Poeta de Rua: Cresci no seio de uma família de músicos e fui envolvido em diversos géneros musicais. O meu pai era Dj, o meu tio tocava música clássica e o meu avô era instrumentista. Não tenho um estilo musical definido.

 

Expressões Lusitanas: Mas o ‘hip-hop’ é sua forma de estar na música.

Poeta de Rua: Foi o estilo que assumi, pela forma como rimo e canto. Identifico-me bastante com a cultura do ‘hip-hop’. Os produtores e ‘rappers’ portugueses, e não só, são uma família.

 

Expressões Lusitanas: Qual é o seu MC (artista ou cantor de ‘hip-hop’ que, normalmente, compõe e interpreta as suas letras) de eleição?

Poeta de Rua: O meu grande ícone é o norte-americano Common.

 

Expressões Lusitanas: E em Portugal?

Poeta de Rua: Epá, é tão difícil! São tantos! (pausa) Todos os membros dos Dealema, o Berna e o Né do projecto “Barrako 27”. A nível de produção, o Dj Guze, Activa-som, entre outros.

 

Expressões Lusitanas: São todos do ‘underground’ do ‘rap’.

Poeta de Rua: Sim. Dos mais conhecidos admiro bastante o Sam The Kid, quer na produção, quer na forma como escreve, e o LCR. Sei lá! Nunca mais acabava…

 

Expressões Lusitanas: Os temas incluídos neste novo trabalho são originais?

Poeta de Rua: Sim, as letras foram por mim escritas e compostas, à excepção da música “Linhas”.

 

Expressões Lusitanas: O nome verdadeiro do Poeta de Rua é Gustavo Carvalho e vive em Amarante. Vai continuar por lá ou Lisboa é o próximo destino?

Poeta de Rua: Mais dois meses e vou morar para Lisboa.

 

Expressões Lusitanas: O ‘hip-hop’ não vinga no Norte, mais concretamente no Porto?

Poeta de Rua: Pelo contrário. Lá em cima temos um movimento de ‘hip-hop’ muito forte, repleto de boas energias e com muito bom conteúdo. Venho morar para Lisboa, porque vou ingressar num curso de Engenharia de Som.

 

Expressões Lusitanas: Para o futuro, a música passa pelos seus planos, tanto na interpretação como na produção?

Poeta de Rua: Claro que sim! Até porque já trabalho num estúdio, em Amarante. Faço trabalhos com praticamente toda a gente. Tenho clientes de Norte a Sul, desde o Minho até ao Algarve.



publicado por Expressões Lusitanas às 15:12 | link do post | comentar

Sábado, 31.07.10

 

Os Mind da Gap vão apresentar hoje em Espinho, pelas 22:00, o quinto e mais recente disco de originais do colectivo chamado “Essência”.

 

Expressões Lusitanas


De acordo com o comunicado enviado pela agência do grupo, o concerto está inserido no Dia do Hip Hop e realizar-se-á na Alameda 8, junto ao Casino de Espinho.

 

A entrada é livre.



publicado por Expressões Lusitanas às 10:10 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13.05.10

Créditos fotográficos: André Tentugal

 

Os Mind da Gap estão de regresso quatro anos depois ao apresentarem “A Essência”, o quinto álbum de originais do grupo. O concerto de apresentação do novo trabalho discográfico decorre na Casa da Música, no Porto, no sábado, 15 de Maio.

 

Expressões Lusitanas

 

O novo trabalho discográfico dos portugueses Mind da Gap engloba desde “temas festivos” à “pura introspecção”, explica a agência do grupo em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

"A perspicácia da escrita é sustentada por suculentos ‘beats’ com o propósito de contaminar os melómanos mais exigentes", pode ainda ler-se no mesmo comunicado.

 

O concerto de apresentação de "A Essência" vai ter lugar na Casa da Música, no Porto, neste sábado, 15 de Maio.

 

Vídeo de apresentação de "Essência":




publicado por Expressões Lusitanas às 18:50 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.04.10

 

A reedição do segundo álbum de TT "Mais Que Uma Razão" vai incluir quatro novas músicas, duas 'remixes' e um DVD com uma actuação na discoteca Loft, em Lisboa. O lançamento da reedição está marcado para 3 de Maio.

 

Expressões Lusitanas

 

"La Fiesta" é o 'single' de avanço da reedição, um tema que conta com a participação de Dani`L (Daniel Nascimento) e Petty (Buraka Som Sistema) e que alcançou o primeiro lugar em vendas digitais na primeira semana, informa a editora discográfica de TT em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

A reedição do segundo disco do artista vai ter também uma versão 'R&B' do tema "Lisboa, Menina e Moça", imortalizado pelo fadista Carlos do Carmo.

 

"TT conta com Vanessa (cantora residente no programa da Fátima Lopes) para reenquadrar o classicismo da canção e atribuir-lhe um ambiente mais contemporâneo", esclarece a editora.

«Mama África», com Liliana, apresenta "outra vertente" na carreira de TT, numa versão mais afro e numa mistura entre o 'beat' cosmopolita e o ambiente quente africano.

 

A reedição de "Mais Que Uma Razão" conta ainda com um DVD ao vivo gravado na discoteca Loft, em Lisboa, contendo as músicas mais conhecidas da carreira de TT.



publicado por Expressões Lusitanas às 10:29 | link do post | comentar

Quarta-feira, 28.04.10

 

Os Mind da Gap estão de regresso quatro anos depois ao apresentarem “A Essência”, o quinto álbum de originais do grupo. O novo disco teve lançamento oficial esta segunda-feira, 26 de Abril.

 

Expressões Lusitanas

 

O novo trabalho discográfico dos portugueses Mind da Gap engloba desde “temas festivos” à “pura introspecção”, explica a agência do grupo em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

"A perspicácia da escrita é sustentada por suculentos ‘beats’ com o propósito de contaminar os melómanos mais exigentes", pode ainda ler-se no mesmo comunicado.

 

O concerto de apresentação de "A Essência" vai ter lugar na Casa da Música, no Porto, no próximo dia 15 de Maio.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:38 | link do post | comentar

Sábado, 24.10.09

 

                                               

 

Já ouviu um fado cantado “a meias” e em ritmo ‘hip-hop’? O fadista Jorge Fernando e o ‘rapper’ Sam The Kid juntaram-se para cantarem o tema “Pois é”, que faz parte do novo trabalho discográfico de Jorge Fernando – “Viva”.
 
O semanário Expresso esteve à conversa com ambos e o resultado é uma conversa que versa vários temas, como esta parceria fado-‘hip-hop’ e sobre cada um dos dois géneros musicais, a Internet, os ‘downloads’, entre outros assuntos. Na página da entrevista pode ainda ouvir um trecho do tema ‘Pois é’.
 
Um é uma referência do fado português. O outro ajudou a afirmar o hip hop na língua de Camões. Estilos musicais à parte, Jorge Fernando e Sam the Kid juntaram-se para fazer 'Pois é', um dos trechos do novo disco de Jorge Fernando, "Vida". O Expresso falou com eles e pôs os dois a falar um com o outro.


publicado por Expressões Lusitanas às 20:09 | link do post | comentar