Sexta-feira, 12.11.10

 

O músico portuense vai subir aos palcos dos Coliseus de Lisboa e do Porto nos próximos dias 20 e 23 de Novembro, respectivamente. Agora acompanhado pelo Comité Caviar, Pedro Abrunhosa irá interpretar temas do seu novo álbum “Longe” e alguns dos temas mais conhecidos da sua carreira.

 

Expressões Lusitanas

 

Os Comité Caviar são Cláudio Souto e Eurico Amorim nos teclados, Marco Nunes e Paulo Praça nas guitarras, Miguel Barros no baixo, Pedro Martins na bateria e Patrícia Antunes e Patrícia Silveira nos coros.

 

Entretanto, Pedro Abrunhosa deixou uma mensagem aos seus fãs.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.09.10

 

O músico portuense vai levar a sua “Tour Longe 2010-2012” aos Coliseus de Lisboa e do Porto nos dias 20 e 23 de Novembro, respectivamente. Pedro Abrunhosa vai apresentar os temas do seu mais recente disco “Longe”, que dá nome à ‘tournée’, conjugados com as músicas mais conhecidas do artista.

 

Expressões Lusitanas

 

Como em toda a “Tour Longe 2010-2012”, Pedro Abrunhosa terá no palco a companhia do Comité Caviar, constituído por Cláudio Souto  e Eurico Amorim  nos teclados e órgão, Marco Nunes e Paulo Praça nas guitarras, Miguel Barros no baixo, Pedro Martins na bateria e na percussão e ainda Patrícia Antunes e Patrícia Silveira nos coros.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:40 | link do post | comentar

Domingo, 05.09.10

 

Mais de 35 espectáculos musicais preencheram o segundo dia da Festa do Avante na Quinta da Atalaia. As portas abriram às 10:00 e a música começou a ecoar pelo recinto por volta das 14:00, naquele que é o “verdadeiro festival da música portuguesa”, diz Pedro Abrunhosa, o cabeça-de-cartaz do palco principal.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista/Enviado especial ao Avante

 

O segundo dia do Avante teve numerosa afluência de público, tal como no dia de abertura. Em certas alturas, nomeadamente após os concertos no palco principal, era quase impossível circular com alguma fluidez pelo recinto.

 

Extensas filas serpenteavam pelas barraquinhas das organizações regionais do PCP durante a hora de jantar. Os mais precavidos levaram uma sandes ou uma geleira recheada de comida e bebida, evitando assim aguardar bastante tempo por uma refeição.

 

Para além dos debates políticos, das exibições de documentários, da mostra de peças teatrais e espectáculos de dança ou da realização de provas desportivas mum local preparado para o efeito, a componente musical cativou a maior parte dos visitantes.

 

A banda de Vila Nova de Gaia US & Them abriu as hostilidades no palco 25 de Abril, seguida de Diabo na Cruz, Cacique’97, Eina, Sebastião Antunes e Quadrilha e Bunnnyranch.

 

À hora de jantar, os Deolinda iniciavam o seu espectáculo, onde apresentaram os temas mais sonantes dos seus dois discos de originais – “Canção Ao Lado” (2008) e “Dois Selos e Um Carimbo” (2010).

 

 

Mais tarde, o colombiano Roberto Pla espalhou os ritmos latinos pela Quinta da Atalaia, antes da subida a palco do mais recente projecto da música portuguesa sob o comando de João Gil – Baile Popular.

 

 

Uma hora e meia depois, às 00:00, começava o concerto do cabeça-de-cartaz da noite. Pedro Abrunhosa levou na bagagem temas dos vários álbuns da sua carreira, incluindo a primeira música a ser censurada em Portugal 20 anos depois do 25 de Abril – “Talvez Foder” (1995).

 

“É uma canção que escrevi há 15 anos, mas, infelizmente, mantém-se actual. É preciso combater a injustiça, a corrupção e tudo o que faz mal a um país”, disse Pedro Abrunhosa durante o concerto.

 

 

O músico falou ainda sobre a sua cidade natal, referindo que o Porto “recusou” dar o nome de José Saramago a uma rua, por “ser um escritor comunista”.

 

“É o preço da ignorância. Outros fizeram muito pouco e têm nome de aeroporto”, destaca.

 

Quase no término do concerto no Avante, naquele que considera ser o “verdadeiro festival da música portuguesa”, Pedro Abrunhosa pediu para que as luzes do palco fossem todas desligadas, a fim de “receber a luz” emanada pelo público, que empunha os telemóveis ao alto.

 

“Vocês [público] foram o espectáculo e eu vim deliciar-me convosco”, conclui Pedro Abrunhosa.

 

Contudo, a música não fica apenas circunscrita ao palco 25 de Abril. O Auditório 1º de Maio propôs as actuações dos lisboetas Stonebones & Bad Spaghetti, Claud, Monte Lunai, Ricardo Pinheiro Sexteto, Adriana, A Naifa, The Flawed Cowboys, Bernardo Sassetti Trio, Cambatango e Orquestra de Jazz de Matosinhos.

 

Por sua vez, o Palco Arraial dedicou-se à apresentação de inúmeros ranchos folclóricos e grupos corais e etnográficos.

 

Hoje, 05 de Setembro, é o último dia do Avante, que, para além da componente cultural, vai ser marcado pelo comício do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa.



publicado por Expressões Lusitanas às 02:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.08.10

 

O festival “Querido Mês de Agosto”, que devia decorrer até domingo em Vila Real, foi cancelado e os “elementos da organização fugiram”, informa a Agência Lusa, citada pelo Jornal de Notícias (JN). Ontem, sabe o Expressões Lusitanas, Pedro Abrunhosa era cabeça-de-cartaz e cancelou o concerto por “incumprimento contratual”.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista/Com Agências

 

Em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas, a agência de artistas Sons em Trânsito detalha que o músico portuense e a banda que o acompanha “lamentam o incómodo que o cancelamento possa ter causado aos fãs e a todos os presentes no recinto”.

 

Na mesma nota confirmam que o motivo da não realização do concerto “se deve unicamente a incumprimento contratual da organização do evento”.

 

“Pedro Abrunhosa & Comité Caviar e toda a equipa técnica aguardaram no local até à 01:00, momento em que se tornou inequívoco não estarem reunidas as condições para a realização do espectáculo e que o acordo não iria ser cumprido”, refere a Sons em Trânsito no referido comunicado.

 

Contactada pelo Expressões Lusitanas, fonte da agência adiantou ainda que, pela informação que teve acesso, “os agentes [do festival] não eram conhecidos no meio”, estando a organizar o evento “pela primeira vez”.

 

À Agência Lusa, citada pelo JN, Artur Carvalho, um dos representantes do Abambres Sport Clube, que cedeu o espaço para a realização do evento, disse hoje que os palcos já estão a ser desmantelados, porque "não apareceu ninguém da organização" deste festival, acabando por ser anulado.

 

Artur Carvalho afirmou ainda à agência de notícias que os organizadores "fugiram durante a noite", deixando apenas "dívidas" e "muitos prejuízos para o clube", pelo que pondera apresentar queixa contra a empresa organizadora.

 

A Topiklink - Agência de Espectáculos e Eventos era a organizadora do "Querido Mês de Agosto", tendo sido anunciado como o maior festival de música portuguesa deste Verão.



publicado por Expressões Lusitanas às 15:45 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 30.07.10

 

O músico portuense Pedro Abrunhosa está na estrada a apresentar o seu mais recente disco “Longe”. Durante o mês de Agosto, o compositor vai estar em cinco localidades portuguesas. Mais tarde, em Setembro, Pedro Abrunhosa & Comité Caviar rumam até ao Brasil.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

No sábado, 31 de Julho, Pedro Abrunhosa desloca-se até Vila Nova de Gaia para dar a conhecer ao público os 12 temas do seu novo disco.

 

Em Agosto, o músico, acompanhado do seu Comité Caviar, vai estar em várias localidades do país, tais como Sever do Vouga (04 de Agosto), Faial – Açores (06 de Agosto), Portimão (14 de Agosto), Vila Real (19 de Agosto) e Grândola (28 de Agosto).

 

A 14 de Setembro, Pedro Abrunhosa & Comité Caviar vão iniciar na cidade brasileira de Porto Alegre uma curta série de espectáculos no Brasil.

 

O novo grupo de Pedro Abrunhosa - Comité Caviar -, que substitui os Bandemónio, é constituído por Cláudio Souto e Eurico Amorim (teclados), Marco Nunes e Paulo Praça (guitarras), Miguel Barros (baixo), Pedro Martins (bateria), Patrícia Antunes e Patrícia Silveira (coros).



publicado por Expressões Lusitanas às 20:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.06.10

 

Pedro Abrunhosa, Mão Morta, Trabalhadores do Comércio, Slimmy, Moonspell e Siniestro Total são algumas das bandas que vão apresentar concertos gratuitos durante os meses de Julho e Agosto, na Serra do Pilar, em Vila Nova de Gaia, no âmbito dos festivais Rock às Sextas e United in Sound

 

Expressões Lusitanas


Os Moonspell são os primeiros a pisar o palco do evento no dia 28 de Julho. Um dia depois, 29 de Julho, é a vez de Slimmy.

 

Pedro Abrunhosa e Comité Caviar apresentam-se na Serra do Pilar no dia 30 de Julho. Seguem-se, já em Agosto, os concertos dos Trabalhadores do Comércio (dia 5), dos Mão Morta (dia 6) e dos Siniestro Total (dia 7).



publicado por Expressões Lusitanas às 19:45 | link do post | comentar

Sábado, 12.06.10

 

O músico Pedro Abrunhosa vai estar hoje, pelas 22:00, nos Jardinets de Gracia, Barcelona, para apresentar o seu novo disco “Longe” e a sua nova banda Comité Caviar.

 

Expressões Lusitanas

 

Pedro Abrunhosa vai ser hoje acompanhado pelo Comité Caviar, grupo composto por Cláudio Souto (teclados e órgão), Marco Nunes e Paulo Praça (guitarras), Miguel Barros (baixo), Pedro Martins (bateria e percussão) e Patrícia Antunes e Patrícia Silveira (coros).

 

Para Setembro, o músico portuense tem uma actuação já confirmada em Porto Alegre, no Brasil.



publicado por Expressões Lusitanas às 02:28 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.04.10

 

A "Grande Entrevista" de Judite de Sousa ao músico e compositor portuense Pedro Abrunhosa foi cancelada, "por motivos de actualidade nacional", informa a RTP em comunicado.

 

Expressões Lusitanas

 

A estação pública refere ainda que, "logo que seja oportuno", esta informação de última hora vai ser actualizada.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.04.10

 

O novo álbum de Pedro Abrunhosa "Longe" entra directamente para o primeiro lugar da tabela nacional de vendas da Associação Fonográfica Portuguesa (AFP). O tema de estreia do novo disco de Abrunhosa chama-se "Fazer O Que Ainda Não Foi Feito".

 

Expressões Lusitanas

 

"Longe", a nova aposta do músico portuense Pedro Abrunhosa, atingiu também o galardão de Ouro na semana de lançamento, pelo número de discos vendidos.

 

Neste álbum, Pedro Abrunhosa é acompanhado de uma nova banda. Comité Caviar é um grupo composto por Cláudio Souto nos teclados e órgão, Marco Nunes e Paulo Praça nas guitarras, Miguel Barros no baixo, Pedro Martins na bateria e na percussão, Patrícia Antunes e Patrícia Silveira nos coros.

 

Notícias relacionadas:

Pedro Abrunhosa fala sobre o novo álbum “Longe”



publicado por Expressões Lusitanas às 13:51 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.04.10

 

Três anos depois de ter lançado “Luz”, Pedro Abrunhosa regressa aos originais com um novo trabalho discográfico. “Longe” pretende assumir uma “ruptura com a rotina” e uma “mudança radical”. O músico portuense está já a trabalhar no novo disco.

 

Daniel Pinto Lopes

 

“Há, sobretudo, uma sensação de não querer estar acomodado com o que já fiz. Acho sempre que a música, os discos e a arte é, de uma maneira geral, o que está para ser feito, que serve de coragem para continuar”, detalha Pedro Abrunhosa ao Expressões Lusitanas.

 

Neste novo disco, o músico portuense mudou tudo, entre a equipa técnica, os parceiros musicais e outros elementos.

 

Os Bandemónio deixam de existir e entra em cena o Comité Caviar, uma mudança que se “justificava”. Pedro Abrunhosa sublinha que já “não há lugar” para um certo “acomodamento que estava a existir” em si próprio e nós músicos. “Mudei um pouco por dentro”, afiança.

 

“Ou se nota algo no som e há um olhar para a frente e para o futuro ou, então, a palavra mudar é vã”, explica.

 

O tema de estreia do novo álbum “Longe” intitula-se ‘Fazer O Que Ainda Não Foi Feito’ e sintetiza a essência de mudança que Pedro Abrunhosa aplicou.

 

“Ao invés de ficarmos a olhar para trás a contemplar o que fizemos, o mais importante na vida é sentarmo-nos para pensar e projectar o que ainda não foi feito”, adianta.

 

Pedro Abrunhosa quer tentar, pelo menos, explorar algo diferente e não se quer “conformar” com aquilo que está feito, nem estar “contente” por “ter discos de platina e prémios”. Refere que “isto não serve de nada”, a não ser “para decorar a estante”.

 

O músico dá importância ao que “não se fez”, em que a “paixão” e o “amor” pela música são aquilo que o faz “estar hoje aqui” passados 33 anos.

 

Para quem ainda não ouviu “Longe”, o novo disco de Abrunhosa, o compositor diz que vai ser, “certamente”, “surpreendido”.

 

“Pode esperar dançar, chorar, amar, fazer amor, o que queira. Não sei, acho que é muito complicado falar sobre um disco quando se edita. O mais importante é ouvi-lo”, destaca.

 

Ao Expressões Lusitanas garante estar já a trabalhar no novo álbum e confessa que, em princípio, “não vai ter nada a ver com este”. Diz que gosta de se “desafiar” e explica que este é um dos “grandes pretextos” para continuar a fazer música.



publicado por Expressões Lusitanas às 16:29 | link do post | comentar

Segunda-feira, 08.02.10

 

O músico portuense tropeçou no cenário do concurso Ídolos, facto que se revelou numa queda aparatosa por parte do compositor. Pedro Abrunhosa reagiu com humor a esta situação.

 

Expressões Lusitanas

 

Pedro Abrunhosa caiu ontem durante a gala do concurso de caça de talentos musicais, Ídolos. O músico foi ajudado a levantar e a recompor pelo apresentador do programa, João Manzarra.

 

O cantor natural do Porto reagiu com humor ao aparato e ao olhar do público, referindo que "com isto [a queda] já vendi mais dez mil discos".

 

Segundos depois, Pedro Abrunhosa estava sentado ao piano para tocar e interpretar dois temas com os finalistas do programa.

 

O músico era o convidado especial da noite do concurso, no qual co-interpretou os temas "Eu Não Sei Quem Te Perdeu" com Filipe e "Momento" acompanhado por Diana.

 

Teve ainda a oportunidade de apresentar o novo 'single' a incluir no próximo disco com lançamento previsto para Abril. Este trabalho discográfico vai ser o primeiro em que Abrunhosa grava com os Comité Caviar, os substitutos dos Bandemónio.

 

Pouco tempo depois do ocorrido, o vídeo da queda de Pedro Abrunhosa já estava disponível na página de partilha de vídeos "YouTube" e foram criados diversos grupos na rede social "Facebook".

 

A gala de ontem do Ídolos foi a penúltima. Após as derradeiras prestações de Diana e Filipe, o público tem esta semana para decidir o vencedor do programa, revelação que se vai ficar a saber neste domingo, 14, dia de São Valentim.

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 01:50 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.02.10

 

Pedro Abrunhosa vai estar presente na gala de domingo do concurso televisivo Ídolos, na qual os dois finalistas vão interpretar, cada um, um dueto com o cantor e compositor natural da cidade do Porto.

 

Daniel Pinto Lopes

 

Os dois últimos concorrentes do Ídolos, Diana Piedade e Filipe Pinto, vão estar frente a frente e em competição na gala de domingo, 7 de Fevereiro, a penúltima.

 

As actuações dos finalistas passam por, de acordo com o Blitz, interpretar dois temas a solo, fazer um dueto conjunto e ainda cantar uma música com Pedro Abrunhosa.

 

Diana vai interpretar o tema "Momento" e Filipe vai cantar "Não Sei Quem Te Perdeu".

 

Recorde-se que a derradeira gala terá lugar no domingo, dia 14, data em que se celebra o São Valentim. Até lá, os dois concorrentes têm de se esmerar na gala deste domingo e o público vai ter uma semana para votar naquele que deve vencer a edição 2009/2010 do Ídolos.



publicado por Expressões Lusitanas às 08:16 | link do post | comentar