Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

 

Os prémios da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) e da RTP foram atribuídos segunda-feira à noite numa gala transmitida pela estação pública, na qual vários artistas nacionais foram premiados.

 

Expressões Lusitanas

 

O prémio Vida e Obra da SPA/RTP foi atribuído ao pintor Júlio Pomar.

 

No cinema, "Morrer Como Um Homem", de João Pedro Rodrigues, foi distinguido na categoria de Melhor Filme.

 

O galardão de Melhor Actriz foi atribuído a Margarida Carvalho pela interpretação no filme "Veneno Cura". Já João Lagarto recebeu o prémio de Melhor Actor pela participação em "4 Copas".

 

Na categoria de Música, a Melhor Canção foi para Cristina Branco, com "Margarida", do álbum "Kronos". O Melhor Disco foi atribuído a "Space Grace", de Dénnis González e João Paulo. O Quarteto Lopes-Graça, com "Música Portuguesa Para Um Quarteto", foi galardoado com o prémio de Melhor Trabalho de Música Erudita.

 

Na Literatura, o prémio de Melhor Ficção Narrativa foi atribuído a "Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar", de António Lobo Antunes. A distinção de Melhor Livro de Poesia foi para a obra "A Luz Fraterna", de António Osório. "O Tubarão na Banheira", de David Machado, ganhou o prémio de Melhor Livro de Literatura Infanto-Juvenil.

 

No Teatro, "A Orelha de Deus", encenado por Cristina Carvalhal, foi considerado o Melhor Espectáculo. Sílvia Filipe ganhou o prémio de Melhor Actriz pelas interpretações em "Esta Noite Improvisa-se", "Huis Clos" e "O Peso das Razões". O prémio de Melhor Actor foi atribuído a Henrique Feist pela interpretação em "Máquina de Somar".

 

Na categoria de Artes Visuais, a "Casa das Histórias", de Paula Rego, foi considerada a Melhor Exposição de Artes Visuais.

 

Na categoria de Dança, a Melhor Coreografia foi para Madalena Victorino com "Vale".

 

O júri considerou a "Grande Retrospetiva", de Eduardo Gageiro, como o Melhor Trabalho de Fotografia e "Crucificado", de Rui Francisco, como Melhor Trabalho Cenográfico.

 

Na Rádio, o programa "Encontros com o Património" (TSF), de Manuel Vilas-Boas, venceu a distinção de Melhor Programa.

 

Já na categoria de Televisão, o prémio de Melhor Programa de Informação foi entregue a Joaquim Furtado ("A Guerra/ 2.ª série"), emitido pela RTP.

 

O prémio de Melhor Programa de Ficção foi atribuído a "Conta-me como Foi", da RTP, e o de Melhor Programa de Entretenimento foi para "Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios", da SIC.

 

A Câmara de Cascais foi galardoada com o prémio de Melhor Programação Cultural Autárquica, da qual se destaca a realização do Estoril Film Festival e a construção da Casa das Histórias, que reúne obras de Paula Rego.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 03:10 | link do post | comentar