Segunda-feira, 15 de Março de 2010

 

ÁUDIO da REPORTAGEM:

 

“Em Fuga” é o nome do segundo disco de Tiago Bettencourt & Mantha, um álbum que pretende “fugir do tradicional” e daquilo que “está estabelecido”. O objectivo é apresentar uma “alternativa” e “algo de novo”.

 
Daniel Pinto Lopes
 

O novo trabalho discográfico de Tiago Bettencourt & Mantha foi preparado entre Lisboa e Montreal, no Canadá. A gravação em banda foi realizada na capital portuguesa e as remisturas e produção final foram ultimadas no Canadá, contando com o apoio “fulcral” do produtor da banda canadiana Arcade Fire, Howard Bilerman.

 

“O álbum não soava bem se não contasse com as várias máquinas e condensadores do Howard Bilerman. Grande parte da magia acontece na fase de misturas”, explica.

 

Tiago Bettencourt destaca que “Em Fuga” é um disco que pretende “fugir do tradicional”, tendo em conta que não se identifica com “nenhum estilo ou tendência musical” que “se passe” em Portugal e, por esta razão, sente que “está em fuga”. Contudo, adverte que não é “melhor do que os outros” e que apenas está a “ir por um lado diferente”.

 

Dois temas do novo disco contam com a participação de Inês Castel-Branco – “Tens Que Largar a Mão” e “Se Cuidas de Mim”. Para o compositor, a actriz tem uma voz “sedutora”, “especial” e “muito frágil”.

 

A gravação do tema “Se Cuidas de Mim” surgiu “por acaso” e numa música que não era para fazer parte do disco. A canção foi gravada na casa de banho para aproveitar a “reverberação característica” do espaço, o que proporciona um efeito “mais ao vivo” e “mais real”, sem recurso a efeitos digitais.

 

Tiago Bettencourt confessa ter alguma dificuldade em falar sobre a sonoridade do disco, porque “não se pode ser muito quadrado” ou “linear”. Porém, destaca que “Em Fuga” tem uma vertente acústica forte, onde são utilizados coros e um conjunto de sopros.

 

Explica ainda que se trata de um disco composto por “extremos”, tal como o anterior, visto que é a “mesma banda a fazer mais um disco”, um “retrato” daquilo que sentiram durante os três meses de ensaio e de gravação.

 

“Em Fuga” vem acompanhado de um DVD, no qual a “fuga” também está presente e a ideia consiste na gravação de um concerto ao vivo “não comum” e de algo “mais encenado”.

 

A intenção deste novo trabalho ‘Em Fuga’ é “surpreender” e Tiago Bettencourt afiança que gosta que oiçam os seus álbuns “sem se estar à espera de grande coisa”. Garante que não vai apresentar soluções “por onde já “tenha passado” e, desta forma, pede “abertura” e “boa disposição".

 

A digressão para apresentar “Em Fuga” começa esta quinta-feira, 18 de Março, no Teatro Sá da Bandeira, no Porto.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 15:43 | link do post | comentar