Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

 

Oiça a entrevista em formato "podcast", bastando para isso clicar no "play".

 

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA

 

 

Copyright © 2009 Daniel Pinto Lopes/Expressões Lusitanas

 

A TVI e a RTP são dois dos parceiros privilegiados para o regresso de Herman José à televisão em Setembro, admitindo que sente “nostalgia do passado” e destaca o mau momento vivido pela estação privada – SIC.

 

Ao fim de oito anos, o Herman deixa a SIC e diz estar no mercado.

 

“É o final de uma época, sem grandes guerras”, disse o humorista ao Expressões Lusitanas, admitindo que Herman e a SIC começaram a ser “quase dois corpos estranhos a conviver um com o outro”.

 

Os últimos programas que Herman José apresentou na SIC foram ‘Chamar a Música’, “um grande êxito de audiências”, e ‘Roda da Sorte’.

 

“Adorei [a Roda da Sorte], mas precisava de tempo para maturar. Começámos num horário completamente queimado, com cerca de 400 mil espectadores, e acabámos com quase o dobro da audiência”, referiu o humorista ao Expressões Lusitanas.

 

“Aparentemente, para a direcção de programas da SIC, esta façanha não terá sido suficiente e fomos substituídos por um programa que fez o percurso ao contrário”, ou seja, “começou com 800 mil espectadores e baixou para os 400 mil”, explicou o humorista.

 

‘Roda da Sorte’ foi substituído por ‘Nós Por Cá’ de Conceição Lino, que “faz muito bem aquele programa”, disse Herman, apesar de não concordar com a estratégia seguida pela estação de televisão.

 

“Num canal generalista ter uma hora de informação ligada depois a mais uma hora [o ‘Jornal da Noite’] e muitas vezes com mais outra hora de informação, quando há debates, por exemplo, cria uma ausência de diversidade, um tipo de monocultura, que não me parece que seja uma boa programação”, sustentou Herman José.

 

Na entrevista ao Expressões Lusitanas, o humorista disse ainda estar em contacto com o mercado e, portanto, “as coisas precisam de tempo”, dedicando-se nos próximos meses aos espectáculos que tem ao vivo e, eventualmente, para Setembro terá “uma decisão tomada para o regresso à televisão”.

 

Mais: a RTP e a TVI são dois “parceiros privilegiados” para o regresso à televisão em Setembro.

 

Teremos de esperar até este mês para uma novidade? “A menos que haja um convite maluco, daqueles feitos à pressa, divertidos e que eu aceite”, o que “pode ser que aconteça, nunca se sabe”, adiantou.

 

Herman José disse não sentir mágoa em todo este processo, mas nostalgia. “Adorava poder voltar atrás e reviver anos fantásticos que vivi, mas isso faz parte da condição humana”.

 

Para o humorista, a SIC vai ter “de mudar de mãos”, porque “assim como está não se vai aguentar”, tendo de ser uma “empresa gerida numa outra maneira”, não podendo “voltar a ter tantos erros em tantos anos”, visto não haver “orçamento nem dinheiro que aguente”.

 

Neste momento, Herman dedica-se sobretudos aos espectáculos e está a preparar um disco “divertidíssimo”, que vai sair antes do Verão, com o título “genérico” ‘Adeus, Vou Ali e Já Venho’.

 

Para o futuro, o humorista, que diz não se sentir uma pessoa privilegiada, afirmou ter um projecto de vida, que é, “basicamente, ser feliz”.

 

Fonte da imagem: Copyright © 2009 Daniel Pinto Lopes/Expressões Lusitanas

Podcast, entrevista e texto: Daniel Pinto Lopes

Agradecimentos: Herman José e Susana Silva (Hermanias)



publicado por Expressões Lusitanas às 14:18 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.