Terça-feira, 3 de Novembro de 2009

                           

 

António Sérgio morreu sábado aos 59 anos, devido a um problema cardíaco e foi a enterrar no cemitério dos Prazeres, em Lisboa. As cerimónias fúnebres tiveram início na Basílica da Estrela.
 
Entre as pessoas que assistiram à missa na Basílica estiveram figuras da televisão, da rádio e da música.
 
Tim, vocalista dos Xutos & Pontapés, uma das bandas “descobertas” por António Sérgio, declarou que “Portugal perde uma pessoa que tinha um excelente gosto pela música, que dava uma ajuda na escolha daquilo que vale a pena ouvir”.
 
Foi sob grande aplauso de todos os presentes na última homenagem a António Sérgio que o corpo deixou a Basílica da Estrela rumo ao cemitério dos Prazeres.
 
António Sérgio fazia actualmente o programa “Viriato 25” da rádio Radar, tendo inclusivamente estado em estúdio a gravar o programa da próxima semana, que será posto no ar, como garantiu Luís Montez.
 
O dono da Radar qualificou António Sérgio como “um mestre da rádio, uma referência” ou o “John Peel português”. Montez afirmou que o radialista era um exemplo de trabalho e dedicação e “estava sempre preocupado com os ouvintes”.
 
Fonte: Lux.pt


publicado por Expressões Lusitanas às 12:08 | link do post | comentar