Sexta-feira, 04.06.10

 

 

As quatro Just Girls - Kiara, Helga, Diana e Ana Maria – regressam com o terceiro e novo disco de originais intitulado “Popstars”, que contém 11 temas, dos quais dez são originais e um é ‘cover’ (interpretação de tema de outro músico) de Bryan Adams.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A ‘girls band’ da série “Morangos Com Açúcar” (TVI) apresenta o seu novo e terceiro álbum, com um registo de sonoridades que englobam a ‘pop’ e o ‘r&b’.

 

Dos 11 novos temas que compõem “Popstars”, dez são originais e um é ‘cover’ da canção “Everything I Do (I Do It For You)”, um original do músico canadiano Bryan Adams.

 

Em menos de três anos, as Just Girls editaram dois discos – “Just Girls” e “Play Me!” -, lançaram o DVD de coreografias e de ‘karaoke’ (“Dança e Canta Com Elas”) e o CD/DVD “Ao Vivo No Campo Pequeno”, tendo, ao todo, conquistado 11 discos de platina.



publicado por Expressões Lusitanas às 20:56 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.04.10

 

Os Nu Soul Family apresentam o seu álbum de estreia “Never Too Late To Dance”, um disco que transmite uma “mensagem positiva” e apela para “nunca se desistir” ou “deixar de sonhar”. ‘This Is For My People’ é o primeiro tema a ser extraído.

 

Daniel Pinto Lopes

 

Há um novo grupo na música portuguesa intitulado Nu Soul Family, um quarteto composto por dois vocalistas – Virgul (Da Weasel) e Dino (Expensive Soul) -, aos quais se juntam o Dj Alan Gul e o baixista Bassman.

 

O projecto partiu de uma ideia de Virgul, que, “há já algum tempo”, pretendia criar algo de “novo” e “diferente”, explica o próprio ao Expressões Lusitanas.

 

Virgul sublinha ainda que neste projecto “nada foi imposto” e que tudo surgiu de uma “forma natural.”

 

Nas letras de “Never Too Late To Dance” há um apelo para “nunca se desistir” ou “deixar de sonhar”, transmitindo-se, desta forma, uma “mensagem positiva”, esclarece o baixista do grupo, Bassman, ao Expressões Lusitanas.

 

Trata-se de um trabalho discográfico que engloba as várias influências e raízes musicais dos quatro elementos que fazem parte do projecto.

 

O álbum de estreia é composto por 13 temas, 12 dos quais são interpretados em língua inglesa. Um é cantado em crioulo. Questionados sobre os motivos que levaram os Nu Soul Family a optar pelo inglês, Virgul afirma que tal foi feito a pensar na “internacionalização”.

 

(mais detalhes na Reportagem em Vídeo)



publicado por Expressões Lusitanas às 02:02 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.04.10

 

O sucessor de "Magnífico Material Inútil" d' Os Pontos Negros vai ser lançado no dia 17 de Maio. "Pequeno Almoço Continental"  será o segundo trabalho discográfico da banda de Queluz.

 

Expressões Lusitanas

 

Os Pontos Negros têm já agendado um concerto de apresentação do novo álbum no Cinema São Jorge, em Lisboa, no dia 28 de Maio, às 21:30.



publicado por Expressões Lusitanas às 21:28 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 14.04.10

 

Três anos depois de ter lançado “Luz”, Pedro Abrunhosa regressa aos originais com um novo trabalho discográfico. “Longe” pretende assumir uma “ruptura com a rotina” e uma “mudança radical”. O músico portuense está já a trabalhar no novo disco.

 

Daniel Pinto Lopes

 

“Há, sobretudo, uma sensação de não querer estar acomodado com o que já fiz. Acho sempre que a música, os discos e a arte é, de uma maneira geral, o que está para ser feito, que serve de coragem para continuar”, detalha Pedro Abrunhosa ao Expressões Lusitanas.

 

Neste novo disco, o músico portuense mudou tudo, entre a equipa técnica, os parceiros musicais e outros elementos.

 

Os Bandemónio deixam de existir e entra em cena o Comité Caviar, uma mudança que se “justificava”. Pedro Abrunhosa sublinha que já “não há lugar” para um certo “acomodamento que estava a existir” em si próprio e nós músicos. “Mudei um pouco por dentro”, afiança.

 

“Ou se nota algo no som e há um olhar para a frente e para o futuro ou, então, a palavra mudar é vã”, explica.

 

O tema de estreia do novo álbum “Longe” intitula-se ‘Fazer O Que Ainda Não Foi Feito’ e sintetiza a essência de mudança que Pedro Abrunhosa aplicou.

 

“Ao invés de ficarmos a olhar para trás a contemplar o que fizemos, o mais importante na vida é sentarmo-nos para pensar e projectar o que ainda não foi feito”, adianta.

 

Pedro Abrunhosa quer tentar, pelo menos, explorar algo diferente e não se quer “conformar” com aquilo que está feito, nem estar “contente” por “ter discos de platina e prémios”. Refere que “isto não serve de nada”, a não ser “para decorar a estante”.

 

O músico dá importância ao que “não se fez”, em que a “paixão” e o “amor” pela música são aquilo que o faz “estar hoje aqui” passados 33 anos.

 

Para quem ainda não ouviu “Longe”, o novo disco de Abrunhosa, o compositor diz que vai ser, “certamente”, “surpreendido”.

 

“Pode esperar dançar, chorar, amar, fazer amor, o que queira. Não sei, acho que é muito complicado falar sobre um disco quando se edita. O mais importante é ouvi-lo”, destaca.

 

Ao Expressões Lusitanas garante estar já a trabalhar no novo álbum e confessa que, em princípio, “não vai ter nada a ver com este”. Diz que gosta de se “desafiar” e explica que este é um dos “grandes pretextos” para continuar a fazer música.



publicado por Expressões Lusitanas às 16:29 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.04.10

 

Depois de terem percorrido todas as ‘capelinhas’ do país, os Virgem Suta reeditam o seu álbum de estreia. Com dois temas novos e um DVD com oito músicas ao vivo, esta reedição vai ser lançada na segunda feira, 19 de Abril.

 

Expressões Lusitanas


Recorde-se que na próxima sexta-feira os Virgem Suta vão apresentar-se ao vivo no Campo Pequeno na primeira parte do concerto do libanês Mika, mas radicado no Reino Unido.

 

Esta será a primeira vez que os Virgem Suta se apresentam em Lisboa com a banda completa, a qual, para além dos dois elementos fundadores, conta com o contributo de Nuno Rafael (Sérgio Godinho e Humanos), Sérgio Nascimento (Sérgio Godinho, David Fonseca e Humanos), João Cabrita (Sérgio Godinho) e Hélder Morais.

 

Notícias relacionadas:

REPORTAGEM: "Dois malucos com duas guitarras" tornaram-se nos Virgem Suta

Virgem Suta actuam na primeira parte de Mika



publicado por Expressões Lusitanas às 20:05 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.03.10

 

“Never too late to Dance” é o manifesto de dança dos Nu Soul Family, em que a cultura ‘club’, os clássicos do disco e a pura ‘house music’ marcam as principais influências do grupo.


Expressões Lusitanas


Virgul, dos Da Weasel, e Dino, que participou na Operação Triunfo (RTP) e faz parte dos Expensive Soul e Soulmotion, são as referências vocais das viagens sonoras de DJ Alan Gul e do baixo groovie de Bassman.

Num momento de pausa na carreira dos músicos, o quarteto juntou as vontades em criar algo de diferente. Além da admiração mútua que nutrem, a linha musical que os unia era a musica de dança.

A partir de meados de Abril de 2009, o quarteto reuniu ideias para um disco com personalidade dançante e as colaborações ‘à posteriori’ amplificaram as opções. Descendente de jamaicanos, o norte-americano Atiba (“New Soul”) abordou o ‘ragga’ mais tradicional, enquanto que Jennifer  [“Ca Bo Deixa (Mi So)”, não me deixes sozinho, em tradução livre] e Caty  (“I just wanto be Free”) trazem a sensualidade feminina ao universo Nu Soul Family.

O tema de estreia do quarteto é “This is for My People”.

 

Notícias relacionadas:

Nu Soul Family estreiam-se com "Never Too Late To Dance" - VÍDEO



publicado por Expressões Lusitanas às 16:56 | link do post | comentar