Quarta-feira, 15.12.10

Carlos Pinto Coelho

 

Carlos Pinto Coelho morreu hoje, 15 de Dezembro, com 66 anos de idade. Fonte da RTP adianta que o jornalista foi vítima de um ataque cardíaco.



publicado por Expressões Lusitanas às 22:15 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 11.11.10

 

João Manuel Serra era mais conhecido pelos lisboetas como o “Senhor do Adeus”. Todos os dias passeava pelas ruas do Saldanha e acenava a quem passava, acreditando que todos assim seriam mais felizes. Morreu hoje com 80 anos de idade.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

No novo disco do fadista Marco Rodrigues – “Tantas Lisboas” - está incluído um tema dedicado ao “Senhor do Adeus”. Escrito pelo ‘rapper’ Boss AC, “O Homem do Saldanha” é uma canção interpretada em dueto com Carlos do Carmo.

 

Entretanto, surgiu no “Facebook” um apelo para uma concentração hoje no Saldanha, às 22:00, para “dizer adeus aos carros, em homenagem ao senhor João que o fazia noite após noite”.

 

O local, o dia e a hora do funeral de João Manuel Serra ainda não são conhecidos.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.09.10

 

O violoncelista Francisco Ribeiro, um dos fundadores dos Madredeus, faleceu ontem, terça-feira, vítima de um cancro no fígado. O funeral realiza-se na quinta-feira no cemitério dos Olivais.


Expressões Lusitanas


De acordo com a edição ‘online’ do jornal Público, Francisco Ribeiro morreu durante o dia de ontem, depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro no fígado.

 

O violoncelista foi membro da formação original dos Madredeus e esteve no grupo até 2007, ano em que deixou a banda, depois de uma década de discos e digressões.

 

No ano passado, editou o seu único álbum a solo intitulado “Desiderata, A Junção do Bem”.

 

O corpo de Francisco Ribeiro estará hoje em câmara ardente na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na Avenida de Berna, em Lisboa. O funeral realizar-se-á na quinta-feira no cemitério dos Olivais, na capital portuguesa.



publicado por Expressões Lusitanas às 00:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.02.10

 

Morreu hoje, em Lisboa, a escritora e actriz Rosa Lobato de Faria, que sofria de complicações do aparelho digestivo e estava hospitalizada na decorrência de uma anemia grave.

 

O corpo da actriz escritora vai estar quarta feira de manhã na Igreja de Santa Isabel, perto do Largo do Rato, em Lisboa, onde decorrerá uma missa pelas 15:00, disse um familiar à Agência Lusa.

 

Depois da celebração, o funeral sairá para um cemitério de Lisboa, mas a fonte disse ainda desconhecer qual.

 

Assegurou, contudo, que os restos mortais da actriz, conhecida pela participação em Novelas, como “Vila Faia” e "Origens”, vão ser cremados num dos dois únicos cemitérios que o fazem em Lisboa: Olivais ou Alto de S. João.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:05 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.01.10

 

O actor português Vasco Santana comemorava  hoje 112 anos de idade, caso estivesse vivo. Dedicou-se exclusivamente à carreira no mundo do teatro e do cinema, enaltecendo a comédia, com a qual alcançou o estatuto de estrela.

 

Daniel Pinto Lopes

 

Nascido a 28 de Janeiro de 1898, o actor ficou célebre pelas participações em várias longas-metragens, tais como "O Pátio das Cantigas" (1942) e "A Canção de Lisboa" (1933).

 

O consagrado actor é responsável por algumas das mais conhecidas e cómicas expressões que ainda se pronunciam no dia-a-dia. Exemplos disso são "Evaristo, tens cá disto?" ou "Chapéus há muitos, ó palerma!"

 

Vasco Santana iria falecer aos 60 anos de idade, no dia 13 de Junho de 1958, em Lisboa.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 11:31 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.01.10

 

O guitarrista Jorge Fontes de 75 anos morreu hoje de manhã à saída da sua residência na Damaia (Amadora), aparentemente de doença,  contou à Lusa uma familiar do músico.

 

Com Agências

 

Jorge Fontes acompanhou vários fadistas, como Amália Rodrigues e Fernando Farinha, e colaborou ainda com José Afonso no EP "Cantares" (1964), Quim Barreiros, no seu primeiro disco, em 1971, e António Variações, no álbum “Dar e receber”. Editou ainda vários discos com o seu conjunto de guitarras.

 

O corpo do guitarrista encontra-se na igreja de N.ª Sr.ª de Fátima em Lisboa, onde é hoje rezada missa de corpo presente pelas 19:00.

 

O funeral do músico realiza-se quarta-feira pelas 09:00 para o cemitério de Carvalhos (Vila Nova de Gaia).



publicado por Expressões Lusitanas às 20:26 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 22.08.09

                     

 

O actor Morais e Castro, que em 2006 comemorou 50 anos de carreira, morreu em Lisboa vítima de cancro.
 
Actor e encenador, Morais e Castro era também licenciado em Direito pela Universidade de Direito de Lisboa, tendo igualmente exercido a profissão de advogado. Foi também dirigente do Partido Comunista Português (PCP).
 
Morais e Castro estreou-se no palco com o Grupo Cénico do Centro 25 da Mocidade Portuguesa quando ainda era estudante do liceu. A estreia a nível profissional ocorreu no Teatro do Gerifalto, dirigido por António Manuel Couto Viana, com a peça "A Ilha do Tesouro".
 
Participou ainda nas décadas de 1980 e 1990 em novelas e séries portuguesas de televisão. Entre 1996 e 1998, popularizou-se ainda na interpretação do professor em "As lições do Tonecas".
 
O corpo do actor e advogado Morais e Castro vai estar a partir das 20h00 no Palácio Galveias, no Campo Pequeno, em Lisboa.
 
O funeral vai sair do Palácio Galveias às 15h30 de domingo para o cemitério do Alto de S. João, informou a actriz Manuela Maria, da Casa do Artista.


publicado por Expressões Lusitanas às 18:23 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.05.09

                                  

 

O apresentador de televisão e divulgador da banda desenha e do cinema de animação em Portugal, Vasco Granja, morreu esta madrugada aos 83 anos, em Cascais.

 
O anúncio do óbito foi feito via comunicado pelo Festival de Banda Desenhada da Amadora, escreve hoje o jornal gratuito “Destak”.
 
Nascido em Campo de Ourique, Lisboa, a 10 de Julho de 1925, Vasco Granja é consensualmente reconhecido enquanto figura maior da animação em Portugal.
 
Ao nome de Vasco Granja é frequentemente associada a origem do termo “banda desenhada”, num artigo publicado no Diário Popular em 1966, escreve o jornal Público.
 
Preso político do Estado Novo, Vasco Granja foi um animador e crítico das mais diversas disciplinas culturais, sobretudo a literatura e o cinema, e manteve um programa sobre cinema de animação da RTP durante mais de 1000 emissões, antes de se reformar em 1990.
 
Fonte: Destak e Público
Fonte da imamgem: Luís Branco (Público)


publicado por Expressões Lusitanas às 22:54 | link do post | comentar