Domingo, 25.04.10

Créditos fotográficos: Nuno Augusto

 

A gala "República de Abril", em homenagem à mulher portuguesa, da responsabilidade da Associação 25 de Abril e com o apoio da televisão pública, é transmitida hoje na RTP 1, após o Telejornal.

 

Expressões Lusitanas

 

A Associação 25 de Abril (A25A) e a RTP comemoram o 36º aniversário do 25 de Abril, no ano em que se celebra o centenário da Implantação da República, com um espectáculo em homenagem à mulher portuguesa.

 

Vários músicos, personalidades ligadas ao teatro, à poesia e à política, como Odete Santos, marcam presença na "República de Abril".

 

A gala foi gravada no passado dia 15 de Abril no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. A apresentação está a cargo de Sílvia Alberto e de Júlio Isidro e com direcção musical de Carlos Alberto Moniz.



publicado por Expressões Lusitanas às 15:25 | link do post | comentar

 

O 36º aniversário do 25 de Abril é comemorado hoje com a tradicional sessão solene no parlamento, marcada pelo discurso do presidente da República e dos partidos. Segue-se posteriormente o habitual desfile na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

 

Com Agências

 

A sessão solene na Assembleia da República inicia-se às 10:00 na Sala das Sessões, mas o 'cerimonial' começa cerca de uma hora antes com um batalhão, representando os três ramos das Forças Armadas, com Estandarte, banda e fanfarra, a colocarem-se no passeio fronteiriço ao Parlamento para prestar Guarda de Honra.

A partir das 9:30 começam a chegar os presidentes do Tribunal Constitucional e do Supremo Tribunal de Justiça, precedidos pelo primeiro-ministro, José Sócrates.

Alguns minutos antes das 10:00 chega o Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, que é recebido pelo presidente da Assembleia da República Jaime Gama, junto ao Estandarte do batalhão.

Às 10:00, já na Sala das Sessões, e depois de se ouvir o Hino Nacional pela banda da GNR, Jaime Gama declarará aberta a sessão, dando de seguida a palavra aos grupos parlamentares.

Pelo Partido Ecologista Os Verdes, o primeiro a discursar, vai falar a deputada Heloísa Apolónia, seguida do deputado do PCP José Soeiro.

O deputado do Bloco de Esquerda Fernando Rosas será o terceiro partido a intervir, antes do CDS-PP, que ainda não revelou quem vai fazer o discurso da sua bancada.

Pelo PSD fala o antigo líder parlamentar social-democrata José Pedro Aguiar Branco. Já o discurso do PS vai ser feito pelo deputado João Soares.

Depois de terminados os discursos dos grupos parlamentares, é a vez do discurso do presidente da Assembleia da República, que passa depois a palavra ao Presidente da República.

À tarde, vai ter lugar o tradicional desfile na Avenida da Liberdade, onde os partidos também se fazem normalmente representar e que este ano contará ainda com a presença do candidato presidencial Fernando Nobre.

Pelas 15:00, como é habitual no dia 25 de Abril, abrem ao público os jardins da residência oficial do primeiro ministro e parte do edifício utilizado pelo chefe do Governo como gabinete de trabalho.

Nos jardins, por onde o primeiro ministro passará ao início da tarde, a animação estará a cargo de alunos do "Chapitô" e da Banda do Regimento de Sapadores dos Bombeiros de Lisboa.

A meio da tarde, José Sócrates segue para Santarém, onde assiste à cerimónia de constituição da Fundação da Liberdade, que fica instalada nas antigas instalações da Escola Prática de Cavalaria.

Ao final da tarde, o Presidente da República assiste no Palácio de Belém à actuação de grupos corais e etnográficos de Campo Maior.

A partir das 19:00, Cavaco Silva vai estar presente no concerto "Abril" de Cristina Branco, dedicado a José Afonso, que se realiza no Pátio dos Bichos, em Lisboa.



publicado por Expressões Lusitanas às 05:24 | link do post | comentar

Sábado, 24.04.10

 

Carlos do Carmo apresenta hoje, às 22:00, no Parque da Cidade do Barreiro, um espectáculo de homenagem ao poeta José Carlos Ary dos Santos, no âmbito das comemorações do 25 de Abril.

 

Expressões Lusitanas

 

O alinhamento é "inteiramente composto por temas da autoria do poeta", que viveu entre 1937 e 1984, esclarece a agência de Carlos do Carmo em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

Em palco, o fadista vai ter a companhia de Paulo Soares (guitarra portuguesa), Carlos Manuel Proença (viola), Fernando Araújo (baixo) e de um convidado especial: o compositor e pianista Bernardo Sassetti.

 

"Amigo íntimo do poeta, Carlos do Carmo é um dos artistas portugueses que mais cantou Ary dos Santos ao longo dos anos. Facto bem patente na sua discografia, como é exemplo máximo o disco “Um Homem na Cidade” (1977), cujas letras são todas assinadas pelo autor", pode ler-se no mesmo comunicado.

 

O espectáculo de homenagem insere-se nas comemorações do 25 de Abril na cidade do Barreiro.



publicado por Expressões Lusitanas às 06:49 | link do post | comentar

Sábado, 25.04.09

                               

 

Oiça o "25 de Abril na Rádio" em formato "podcast", bastando para isso clicar no "play".

 

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA

 

Hoje, 25 de Abril, comemora-se a “Revolução dos Cravos”, que marcou a saída de Portugal da ditadura.


Cinco minutos antes das 23:00 do dia 24 de Abril de 1974, o primeiro sinal da revolução: nos estúdios da Rádio Alfabeta dos Emissores Associados de Lisboa (EAL), o locutor João Paulo Dinis lançou a música “E Depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho. Era o sinal estipulado para a saída das tropas.
 

Uma chamada de atenção para dois factos importantes: cerca de sete minutos antes (às 22:48), uma falha técnica suspende a emissão dos EAL, situação que provoca apreensão naqueles que aguardam ansiosamente o primeiro sinal para entrar em acção. Porém, às 22:51, dá-se o restabelecimento da emissão dos EAL.

 

Mais tarde, outra senha: a canção de José Afonso (mais conhecido por Zeca Afonso) “Grândola Vila Morena”, objecto de censura pelo regime, é transmitida

 

A senha foi então gravada por Leite de Vasconcelos e colocada no ar por Manuel Tomás à 00:20, antecedida da leitura da primeira quadra da canção de José Afonso. O programa a ser transmitido era o “Limite”, na Rádio Renascença (RR).

 

Esta segunda senha transmitida pela RR, uma emissora de cobertura nacional, serviu para informar todos os quartéis e militares aderentes ao golpe de que tudo estava preparado e a correr conforme o previsto.


Era, desta forma, o arranque sincronizado das forças do MFA (Movimento das Forças Armadas).


O Rádio Clube Português é posteriormente ocupado por militares e transformado no posto de comando do Movimento das Forças Armadas.


É por este motivo que esta estação de rádio fica conhecida como a “Emissora da Liberdade”.


E é no Rádio Clube Português que, às 04:26 da madrugada, o locutor Joaquim Furtado leu o primeiro comunicado do MFA, a apelar à calma dos lisboetas e para "o bom senso dos comandos das forças militarizadas no sentido de serem evitados quaisquer confrontos com as Forças Armadas".

 

A rádio teve assim um importante papel neste dia 25 de Abril, de há 35 anos atrás.

 

Fonte: Via Hertziana e A Minha Rádio

Fonte da imagem: Lura dos Livros (por Google Imagens)

"Podcast" e texto: Daniel Lopes



publicado por Expressões Lusitanas às 14:50 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 19.03.09

Camané, Sam The Kid, Dead Combo, Sérgio Godinho e José Mário Branco são alguns dos artistas que vão participar no festival Lisboa Capital República Popular, organizado pelo Musicbox, em Lisboa, para celebrar os ideais de Abril.

 

Este festival realizar-se-á entre os dias 16 e 18 de Abril.

 

No primeiro dia está prevista uma actuação partilhada entre Sérgio Godinho, JP Simões e os Couple Coffee.

 

No dia seguinte espera-se uma coligação musical com o "rapper" Sam The Kid, os Cool Hipnoise e Janita Salomé.

 

No terceiro dia, 18, sobem ao palco José Mario Branco, o fadista Camané e os Dead Combo.

 

Por ocasião deste festival Lisboa Capital República Popular será editado um jornal, de edição única, com a programação do evento, entrevistas com músicos e artigos de opinião dedicados à temática do festival.



publicado por Expressões Lusitanas às 16:47 | link do post | comentar