Quinta-feira, 10.06.10

 

O presidente da República (PR) condecorou no Teatro Municipal de Faro 35 personalidades de vários quadrantes da sociedade portuguesa e duas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), no âmbito das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, hoje celebrado.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Cavaco Silva condecorou 35 personalidades dos vários quadrantes da vida portuguesa, entre professores, médicos, autarcas, radialistas, ex-deputados e ex-ministros do primeiro governo do primeiro-ministro José Sócrates, como Nunes Correia (ex-ministro do Ambiente) e Isabel Pires de Lima (ex-ministra da Cultura).

 

Outras das personalidades condecoradas pelo presidente da República foram a actriz Eunice Muñoz, o alpinista João Garcia, os radialistas Fernando Alves (TSF) e António Sala (RR), o banqueiro João Salgueiro, a escritora Maria Alberta Meneres, o guitarrista José Fontes Rocha, entre outros.

 

O nadador salvador Celestino Ferreira Monteiro, que conseguiu salvar uma vida após a derrocada de uma arriba na praia Maria Luísa (Albufeira) em Agosto do ano passado, foi igualmente condecorado por Cavaco Silva.

 

Ainda entre as personalidades condecoradas destacam-se duas realizadas a título póstumo para a actriz, escritora e compositora Rosa Lobato Faria (Ordem do Infante D. Henrique) e para o fiscalista Saldanha Sanches (Ordem da Liberdade).

 

A Fenacerci e a Fundação Irene Rolo (Tavaria) foram as duas IPSS agraciadas com os títulos de membro honorário da Ordem do Mérito.

 

A sessão solene de condecorações, que assinala a celebração do 10 de Junho, teve lugar este ano no Teatro Municipal de Faro, no Algarve.

 

À cerimónia seguiu-se um almoço com todas as individualidades na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, oferecido pela câmara municipal de Faro.



publicado por Expressões Lusitanas às 15:41 | link do post | comentar

 

O Presidente da República vai condecorar no Dia de Portugal mais de três dezenas de personalidades e instituições, entre as quais os ex-ministros Isabel Pires de Lima e Nunes Correia, o alpinista João Garcia e o banqueiro João Salgueiro.

 

Expressões Lusitanas

Agências

 

A actriz Eunice Muñoz será também distinguida por Cavaco Silva, assim como o escritor e ex-eurodeputado social democrata Vasco Graça Moura, o comunicador António Sala, o jornalista Fernando Alves, a escritora Maria Alberta Meneres, o guitarrista José Fontes Rocha, o nadador salvador Celestino Ferreira Monteiro e o musicólogo Mário dos Santos Moreau.


O antigo secretário geral do Gabinete Coordenador de Segurança, o tenente general Leonel Silva Carvalho, será distinguido com a Grã Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.


Cavaco Silva atribuirá ao ex-eurodeputado socialista e vice presidente do Parlamento Europeu Manuel dos Santos o título de grande oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

O Presidente da República vai distinguir como grande oficial da Ordem do Infante D. Henrique o professor catedrático Adriano Gomes Pimpão, a cientista, investigadora e professora universitária Elvira Fortunato e o geógrafo e professor catedrático Jorge Barbosa Gaspar.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Poiares, Jaime Marta Soares (PSD), e o presidente da Câmara de Castelo Branco, Joaquim Lopes Dias (PS), são distinguidos com a Ordem do Mérito, assim como o antigo deputado social-democrata e governador civil de Faro Joaquim Cabrita Neto.

O médico Castro de Almeida, a alta comissária da Saúde Maria do Céu Machado, o médico e antigo presidente da Comissão Nacional de Luta contra a Sida António Meliço-Silvestre e a enfermeira Maria Cristina Flores Santos serão distinguidos com a Ordem do Mérito.

Cavaco Silva atribuirá o título de comendador da Ordem do Mérito Agrícola, Comercial e Industrial ao empresário agrícola António Silvestre Ferreira, bem como aos empresários Augusto Ferreira Machado e João Dias Pires.


Os títulos de comendador da Ordem da Instrução Pública serão atribuídos ao escritor e professor universitário Carlos Pires Correia e ao professor catedrático João Formosinho.

Cavaco Silva vai atribuir a Grã Cruz da Ordem de Avis ao oficial general do Exército - o tenente general Carlos Manuel Ferreira e Costa -, ao oficial general da Força Aérea e vice chefe do Estado Maior da Força Aérea - o tenente general piloto aviador Luís Filipe Montes Palma de Figueiredo - e ao oficial almirante da Marinha – o vice almirante Rui Cardoso de Telles Palhinha.

O banqueiro e professor universitário João Salgueiro, que foi ministro de Estado, das Finanças e do Plano de Pinto Balsemão no VIII Governo Constitucional, será distinguido com a Grã Cruz da Ordem de Cristo.


O presidente do Conselho Económico e Social Silva Peneda, antigo ministro de Cavaco Silva, receberá a Grã Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.


Ao ex-ministro do Ambiente e professor universitário Nunes Correia, o Presidente da República atribui o título de grande oficial da Ordem do Infante D. Henrique, assim como à ex-ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima.


Cavaco Silva vai atribuir à actriz Eunice Muñoz o título de grande oficial da Ordem de Sant’Iago da Espada.

 

Os títulos de comendador da Ordem do Mérito vão ser entregues ao alpinista João Garcia, ao comunicador António Sala (RR), ao jornalista Fernando Alves (TSF), ao guitarrista José Fontes Rocha, à escritora Maria Alberta Meneres, ao nadador salvador Celestino Ferreira Monteiro e ao musicólogo Mário dos Santos Moreau.


A Fenacerci e a Fundação Irene Rolo (Tavira) serão agraciadas com os títulos de membro honorário da Ordem do Mérito.


O Presidente da República vai ainda condecorar a título póstumo o fiscalista Saldanha Sanches, com a Ordem da Liberdade, e a escritora e compositora Rosa Lobato Faria, com a Ordem do Infante D. Henrique.

 

As comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas (10 de Junho), vão ser realizadas pela primeira vez no Algarve.



publicado por Expressões Lusitanas às 02:38 | link do post | comentar

Domingo, 25.04.10

 

O 36º aniversário do 25 de Abril é comemorado hoje com a tradicional sessão solene no parlamento, marcada pelo discurso do presidente da República e dos partidos. Segue-se posteriormente o habitual desfile na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

 

Com Agências

 

A sessão solene na Assembleia da República inicia-se às 10:00 na Sala das Sessões, mas o 'cerimonial' começa cerca de uma hora antes com um batalhão, representando os três ramos das Forças Armadas, com Estandarte, banda e fanfarra, a colocarem-se no passeio fronteiriço ao Parlamento para prestar Guarda de Honra.

A partir das 9:30 começam a chegar os presidentes do Tribunal Constitucional e do Supremo Tribunal de Justiça, precedidos pelo primeiro-ministro, José Sócrates.

Alguns minutos antes das 10:00 chega o Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, que é recebido pelo presidente da Assembleia da República Jaime Gama, junto ao Estandarte do batalhão.

Às 10:00, já na Sala das Sessões, e depois de se ouvir o Hino Nacional pela banda da GNR, Jaime Gama declarará aberta a sessão, dando de seguida a palavra aos grupos parlamentares.

Pelo Partido Ecologista Os Verdes, o primeiro a discursar, vai falar a deputada Heloísa Apolónia, seguida do deputado do PCP José Soeiro.

O deputado do Bloco de Esquerda Fernando Rosas será o terceiro partido a intervir, antes do CDS-PP, que ainda não revelou quem vai fazer o discurso da sua bancada.

Pelo PSD fala o antigo líder parlamentar social-democrata José Pedro Aguiar Branco. Já o discurso do PS vai ser feito pelo deputado João Soares.

Depois de terminados os discursos dos grupos parlamentares, é a vez do discurso do presidente da Assembleia da República, que passa depois a palavra ao Presidente da República.

À tarde, vai ter lugar o tradicional desfile na Avenida da Liberdade, onde os partidos também se fazem normalmente representar e que este ano contará ainda com a presença do candidato presidencial Fernando Nobre.

Pelas 15:00, como é habitual no dia 25 de Abril, abrem ao público os jardins da residência oficial do primeiro ministro e parte do edifício utilizado pelo chefe do Governo como gabinete de trabalho.

Nos jardins, por onde o primeiro ministro passará ao início da tarde, a animação estará a cargo de alunos do "Chapitô" e da Banda do Regimento de Sapadores dos Bombeiros de Lisboa.

A meio da tarde, José Sócrates segue para Santarém, onde assiste à cerimónia de constituição da Fundação da Liberdade, que fica instalada nas antigas instalações da Escola Prática de Cavalaria.

Ao final da tarde, o Presidente da República assiste no Palácio de Belém à actuação de grupos corais e etnográficos de Campo Maior.

A partir das 19:00, Cavaco Silva vai estar presente no concerto "Abril" de Cristina Branco, dedicado a José Afonso, que se realiza no Pátio dos Bichos, em Lisboa.



publicado por Expressões Lusitanas às 05:24 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.04.10

 

O lançamento de um livro, uma conferência e a retransmissão de programas com história são algumas das iniciativas que a RTP vai realizar ao longo de 2010 para comemorar os 75 anos da rádio pública.

 

Com Agências


As iniciativas desenvolvem-se nas vertentes institucional e de conteúdos de antena, que envolvem rádio e televisão, explicou hoje à Lusa o director de programas das antenas nacionais da RDP, Rui Pêgo.

 

No âmbito institucional, o responsável destaca três iniciativas que, quanto a ele, são "decisivas e um bom contributo para a história da rádio e da sociedade em Portugal".

 

"Em Outubro terá lugar a conferência 'A História da Rádio Pública em Portugal', que poderá reunir pela primeira vez todos os interessados no sector e onde contamos apresentar as conclusões de um estudo qualitativo que analisa a eficácia da mensagem radiofónica e a dimensão social da rádio", disse Rui Pêgo.

 

Entre as iniciativas institucionais, o director de programas destaca também o início do processo de digitalização do arquivo da rádio, "uma iniciativa notável e com impacto tremendo", e a publicação do livro "A História da Rádio Pública em Portugal", que está a ser preparado por uma equipa de investigadores liderada pelo jornalista Joaquim Vieira.

 

Em termos de conteúdos, Rui Pêgo dá destaque aos programas "27 mil dias de Rádio" - que são "75 anos contados da história e evolução de Portugal e do mundo" - e "Os anos da rádio", que "vai tentar mostrar algumas das grandes produções feitas na rádio ao longo dos anos", ambos da Antena 1.

 

"Na Antena 2 estamos já a emitir 'O gosto pela música', um programa criado em 1956 e emitido durante 30 anos, em que se conversa sobre música, vamos reemitir peças de teatro radiofónico realizadas ao longo de 40 anos e o concerto com os laureados do prémio Jovens Músicos, realizado este ano nos Açores", revelou o responsável.

 

As comemorações passam também pelas antenas internacionais (RDP Internacional e RDP África) e chegam à televisão. Em Novembro, o canal público de televisão dedica "um dia inteiro a emissões a partir da rádio".

 

"Vamos mostrar a rádio por dentro, mostrar às pessoas o que geralmente não se mostra", adiantou o director de programas.

 

Por fim, Rui Pêgo destaca a "Grande Gala de Rádio [12 de Novembro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa], um espectáculo de televisão assente na música e humor, com um cruzamento entre a memória e as novas gerações".



publicado por Expressões Lusitanas às 00:02 | link do post | comentar