Sábado, 28.11.09

                                       

 

O viajante e cronista Gonçalo Cadilhe lança "Um Quilómetro de Cada Vez", um livro onde o autor defende a necessidade e a importância de se apreciar cada quilómetro percorrido, como lhe aconteceu na mais recente viagem de 15 meses pelo mundo fora.
 
“A ideia é, daqui para a frente, fazer um quilómetro de cada vez, não os fazer depressa. Até aqui andava depressa, não tinha tempo para parar, para apreciar o tal quilómetro em que me encontrava”, disse à agência Lusa Gonçalo Cadilhe.
 
Se a volta ao mundo sem apanhar aviões ou a Rota de Magalhães que já fez foram, para o autor, projectos “em movimento”, o novo livro alude aos últimos 15 meses da vida do cronista viajante, recém regressado de uma viagem “tranquila” por países já anteriormente visitados.
 
“Foram países que eu já conhecia, onde fui reencontrar amigos. Foi uma viagem muito mais tranquila, mais serena, que me permitiu escrever sobre aspectos que geralmente não abordo porque necessitam de uma certa reflexão”, explicou.
 
O novo livro incorpora, igualmente, algumas referências literárias da juventude de Gonçalo Cadilhe, que vão desde personagens de banda desenhada, como Tintim ou Corto Maltese aos costumes, paisagens e locais referenciados por Steinbeck, Hemingway ou Rice Burroughs.
 
Apesar dos muitos milhares de quilómetros já percorridos, Gonçalo Cadilhe não sabe quando vai parar de viajar, seja para lugares onde nunca esteve ou para outros já visitados, mas que o tempo, entretanto, se encarregou de mudar.
 
“O tempo mudou-me e mudou esses lugares. É uma espiral que nunca tem fim, falta-me conhecer tudo, falta-me conhecer o limite para a minha curiosidade”, declarou.


publicado por Expressões Lusitanas às 13:46 | link do post | comentar