Sexta-feira, 18.02.11

 

Créditos fotográficos: Ricardo Oliveira, GPM

 

O ministério da Cultura atribuiu terça-feira, 15 Fevereiro, a Medalha de Mérito Cultural ao compositor e maestro Pedro Osório, 74 anos, pelo seu contributo para a música portuguesa.


Expressões Lusitanas

Com Lusa

 

A condecoração foi entregue a Pedro Osório pelas mãos da ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, numa cerimónia que teve lugar no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, e na qual foram apresentados vários projectos para a área da cultura. Marcaram presença o primeiro-ministro, José Sócrates, vários autarcas, responsáveis de organismos públicos e artistas de várias áreas.

 

"Pedro Osório, a quem o país deve 40 anos de profissionalismo, talento, entrega, alegrias, cumplicidades e tanto mais, a quem o país deve muito do que é hoje a sua linguagem musical contemporânea, foi o apoio e rampa de lançamento de tantos artistas", salientou a ministra com a pasta da Cultura.

 

Gabriela Canavilhas agradeceu também o contributo do maestro e compositor na criação da base programática do “Portugal Music Export”, agência para a internacionalização da música portuguesa, iniciativa lançada oficialmente no CCB.

 

Nascido no Porto, em 1939, Pedro Osório estudou piano e engenharia mecânica, mas posteriormente decidiu seguir a carreira de músico profissional, quando ainda estava a terminar o curso de engenharia.

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 16:20 | link do post | comentar

Sábado, 22.08.09

                     

 

O actor Morais e Castro, que em 2006 comemorou 50 anos de carreira, morreu em Lisboa vítima de cancro.
 
Actor e encenador, Morais e Castro era também licenciado em Direito pela Universidade de Direito de Lisboa, tendo igualmente exercido a profissão de advogado. Foi também dirigente do Partido Comunista Português (PCP).
 
Morais e Castro estreou-se no palco com o Grupo Cénico do Centro 25 da Mocidade Portuguesa quando ainda era estudante do liceu. A estreia a nível profissional ocorreu no Teatro do Gerifalto, dirigido por António Manuel Couto Viana, com a peça "A Ilha do Tesouro".
 
Participou ainda nas décadas de 1980 e 1990 em novelas e séries portuguesas de televisão. Entre 1996 e 1998, popularizou-se ainda na interpretação do professor em "As lições do Tonecas".
 
O corpo do actor e advogado Morais e Castro vai estar a partir das 20h00 no Palácio Galveias, no Campo Pequeno, em Lisboa.
 
O funeral vai sair do Palácio Galveias às 15h30 de domingo para o cemitério do Alto de S. João, informou a actriz Manuela Maria, da Casa do Artista.


publicado por Expressões Lusitanas às 18:23 | link do post | comentar