Sábado, 08.01.11

 

O mais recente álbum do compositor Rodrigo Leão intitulado “A Mãe” foi considerado o quinto melhor do ano pela revista francesa Les Inrockuptibles.

 

Expressões Lusitanas

 

A distinção foi feita na categoria “World Jazz Chanson”. O trabalho discográfico é elogiado pela escolha dos cantores e do repertório, que inclui música de câmara e música do mundo.

 

Rodrigo Leão arranca este mês com uma nova digressão chamada “Instrumental”, que junta o piano do compositor a um trio de cordas e um acordeão.

 

A 5 de Fevereiro, Rodrigo Leão regressa ao Coliseu dos Recreios, em Lisboa. O preço dos bilhetes varia entre os 20 e os 40 euros.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.12.10

Açores.jpg

 

Os Açores, a par do hotel de gelo, na Suécia, Madagáscar, Porto Rico e Islândia, fazem parte da lista restrita dos cinco melhores destinos eleitos pela revista norte-americana Forbes, informa o jornal Público.

 

Expressões Lusitanas


Os Açores são descritos como um dos cinco melhores destinos do mundo, capazes de oferecer “uma experiência única”. De acordo com as dicas da editora da página de viagens SmartTravel.com e dos guias de viagem da Loney Planet, os Açores são “uma experiência que mistura o sabor europeu com uma herança cultural atlântica única”.

 

Destacam ainda a “dramaticamente bela natureza” e “as lagoas em crateras de vulcões no conjunto de nove ilhas de origem vulcânica, que têm o português por língua e uma cultura e cozinha próprias”.

 

Para além dos Açores, a revista norte-americana Forbes distingue ainda o Hotel do Gelo, em Jukkasjärvi, na Suécia, o Blue Lagon SPA, na Islândia, Madagáscar e a Lagoa Bioluminescente, em Vieques, Porto Rico.



publicado por Expressões Lusitanas às 20:23 | link do post | comentar

Sábado, 17.04.10

Créditos fotográficos: Expressões Lusitanas

 

O poeta português vai estar na segunda-feira, 19 de Abril, em Pádua, Itália, para assistir à inauguração da Cátedra Manuel Alegre, destinada ao estudo da Língua, Literatura e Cultura Portuguesas, instituída pela universidade local.

 

Expressões Lusitanas

 

O autor de "O Miúdo que Pregava Pregos numa Tábua", o seu mais recente livro, publicado há menos de um mês pela editora Dom Quixote, vai, em primeiro lugar, deslocar-se hoje à Universidade Roma Tre para participar num encontro com estudantes, informa a editora em comunicado.

 

A inauguração da Cátedra Manuel Alegre acontece dois dias depois, na segunda-feira, 19 de Abril, numa cerimónia que conta com a presença das autoridades académicas, diplomáticas e municipais.

 

Os promotores da Cátedra Manuel Alegre, instituída no Departamento de Românicas da Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade de Pádua e que vem selar uma colaboração de mais de trinta anos com o Instituto Camões, justificam a escolha do "poeta e romancista, político e intelectual de topo do Portugal contemporâneo" numa breve apresentação da obra de Manuel Alegre.

 

"Sem nunca renunciar ao empenhamento político, explora num registo de contínua e forte originalidade áreas temáticas universais, como a da errância, já que 'todos somos exilados de Florença', na esteira da grande tradição libertária filiada em Portugal na 'lusitana antiga liberdade', de Luiz Vaz de Camões, particularmente cara também ao lema da Universidade de Pádua: Universa Universis Patavina Libertas (Liberdade de Pádua, Universal e para todos)", detalham as publicações Dom Quixote no mesmo comunicado.

 

Na terça-feira, 20 de Abril, o poeta português estará na Universidade Ca' Foscari, em Veneza, para um encontro internacional de poesia contemporânea.

 

O regresso a Portugal está agendado para quarta-feira, 21 de Abril.

 

Notícias relacionadas:

A infância e essência de Manuel Alegre em livro



publicado por Expressões Lusitanas às 09:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 24.11.09

   

 

O comandante da fragata Côrte-Real expressou esta segunda-feira, 23, o “imenso orgulho” de toda a guarnição pela distinção atribuída pela Organização Marítima Internacional, devido à sua participação na repressão da pirataria ao largo da Somália. * com i (adaptado)
 
“É uma satisfação enorme para mim e para a minha guarnição”, declarou o capitão-de mar-e-guerra Gonçalves Alexandre à agência Lusa em Londres, onde se deslocou para receber o prémio e ver o “reconhecimento do esforço”.
 
A Côrte-Real tem uma guarnição de 192 militares (22 oficiais, 45 sargentos e 125 praças) e operou no golfo de Adém e na costa da Somália no Verão passado, comandando a frota naval permanente da NATO.
 
A distinção foi recebida em conjunto com o embaixador de Portugal no Reino Unido, António Santana Carlos, que representou o governo português enquanto membro da Organização Marítima Internacional, a agência das Nações Unidas responsável pela protecção e segurança dos transportes marítimos e a prevenção da poluição marítima.


publicado por Expressões Lusitanas às 00:10 | link do post | comentar