Domingo, 15.11.09

                     

 

Uma equipa de mergulhadores encontrou perto da costa da cidade brasileira de Rio de Janeiro restos de uma nau portuguesa do século XVIII, que naufragou com uma carga avaliada em cerca de 670 milhões de euros, informou hoje a imprensa local.

 
Os pesquisadores encontraram restos de madeiras que podem ter pertencido ao "Rainha dos Anjos", um barco que se afundou a 17 de Julho de 1722 frente à baía da Guanabara, na costa do Rio de Janeiro, escreve o jornal "O Globo".
 
O navio, que viajava da China para Lisboa, tinha feito escala no Rio de Janeiro carregado com 136 preciosas peças de porcelana chinesa da era do imperador Kangxi (1662-1722), terceiro da dinastia Qing, das quais actualmente apenas está conservado um vaso no Museu Imperial da China.
 
"Os chineses eram conhecidos pelos cuidados com que embalavam a porcelana. É muito provável que encontremos peças inteiras", declarou o autor da descoberta ao jornal.
 
Muito embora os vestígios estejam pendentes de ser enviados a laboratórios dos Estados Unidos para confirmar a sua origem, o mergulhador José Galindo, autor da descoberta, já conta com várias empresas internacionais interessadas em patrocinar as investigações arqueológicas.
 
Pelas contas de Galindo, será preciso um investimento de 196 mil euros apenas para desenterrar parte da nau e mais 1.166 milhões de euros para a trazer à superfície.
 
Uma empresa britânica mostrou interesse em deslocar equipamento para a zona e participar nas investigações, enquanto que uma companhia norueguesa até já visitou o local.
 
O brasileiro José Galindo relata que fez a descoberta quando procurava uma hélice perdida por um rebocador no ano passado.
 
Fonte: i


publicado por Expressões Lusitanas às 19:27 | link do post | comentar

Domingo, 08.11.09

 

Os Virgem Suta vão mostrar este mês as canções do álbum de estreia, o disco homónimo editado em Junho deste ano. Em formato reduzido e em sessões acústicas, em salas cuja lotação não ultrapassa as 200 pessoas, Jorge Benvinda e Nuno Figueiredo vão dão a conhecer os ritmos e as sonoridades das suas canções.
 
As datas já são conhecidas:
 
Dia 13 – Castelo da Maia (Tertúlia Castelense)
 
Dia 14 – Aveiro (Performas)
 
Dia 21 – Covilhã (Teatro das Beiras)
 
Dia 28 – Coimbra (Salão Brazil)
 
REPORTAGEM: "Dois malucos com duas guitarras" tornaram-se nos Virgem Suta (carregue para ler e ouvir)
 
Quem são os Virgem Suta?
 
Os Virgem Suta rumaram de Beja (onde residem) até Vila Nova de Gaia no ano de 2001 para participarem num concurso de bandas.
 
Em competição estavam bandas de garagem, entre rock, metal, electrónica e pop. Com duas guitarras acústicas e desprovidos de qualquer artifício e fora de qualquer tendência, Jorge Benvinda e Nuno Figueiredo apresentaram as suas canções, em português.
 
Na mesma sala estavam dois elementos dos Clã. Hélder Gonçalves, o compositor da banda, e Manuela Azevedo, a vocalista, eram uns dos júris do concurso.
 
“Estávamos perante um duo realmente virgem, mas com grande potencial, daquele que não se encontra todos os dias. Apresentei-me, trocámos contactos e começámos aí uma relação que se prolongaria até à concepção do álbum de estreia. Passaram anos até encontrarmos o tempo certo para trabalharmos juntos. Mas esse tempo chegou”, lembra Hélder Gonçalves ao Expressões Lusitanas.
 
A primeira “tarefa” consistia em encontrar um rumo no emaranhado de canções que os dois músicos de Beja foram coleccionando em sete anos de “criação, paciência e persistência”.
 
“Fomos à base, à essência das canções, picámos pedra, avançámos e recuámos, alimentámos a fome e a sede e as canções foram crescendo. O Jorge e o Nuno, cada vez mais confiantes, cresceram também, fortalecendo a sua personalidade e talento a cada dia de gravação. Os textos introspectivos do Nuno e as deliciosas sátiras realistas do Jorge complementavam-se e atingiam uma força formal não antes alcançada e inesperada”, explica ainda o compositor dos Clã, Hélder Gonçalves.
 
Passada quase uma década de amadurecimento, os Virgem Suta acham-se preparados para apresentar o seu trabalho de estreia, um disco com 12 canções, lançado a 22 de Junho, que cruza a música tradicional portuguesa e a pop, do qual ressalta o ‘single’ “Tomo Conta Desta Tua Casa”.
 
ÁUDIO: Virgem Suta – “Tomo Conta Desta Tua Casa”
Duração: 50 segundos


publicado por Expressões Lusitanas às 20:19 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.12.08

 

  

 

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA

Copyright © 2009 Daniel Pinto Lopes

 

Não resisti a pedir a Armando Carvalhêda que lançasse um artista de sua preferência: José Afonso.

 

Conheça agora a história que levou Armando Carvalhêda a conhecer e a entrevistar, na sua juventude, Zeca Afonso. Tudo neste "podcast".

 

Armando Carvalhêda: Um homem da rádio e da música portuguesa

 

Páginas a ter em conta:

www.rtp.pt

http://tv1.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=1054&e_id=&c_id=1&dif=radio



publicado por Expressões Lusitanas às 12:18 | link do post | comentar