Sábado, 05.02.11

 

 

O Castelo de São Jorge, em Lisboa, recebeu quase um milhão de visitantes em 2010, ano em que comemorou o centésimo aniversário da classificação como monumento nacional. Os dados foram divulgados ao Expressões Lusitanas pela Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC).

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Em 2010, ano marcado pela crise económica, o Castelo de São Jorge recebeu ao todo 994.413 visitantes, mantendo-se como o monumento nacional mais visitado no país.

 

Em dias pagos, o Castelo de São Jorge acolheu um total de 969.519 visitantes, dos quais apenas 12% são portugueses. A estes números acrescentam-se os 7.354 espectadores da programação cultural nocturna e os 17.540 visitantes nos dias de entrada livre (01 de Janeiro, 01 de Maio, 24, 25 e 31 de Dezembro).

 

A empresa municipal EGEAC crê que a aposta feita no programa ‘Domingos em Família’ e a abertura, em Março de 2010, do Núcleo Arqueológico do Castelo de São Jorge, um projecto do arquitecto João Luís Carrilho da Graça e galardoado com o Prémio Piranesi Prix de Rome (Setembro de 2010), tenham sido os motivos explicativos para a subida do número de visitantes.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 10:22 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.01.11

 

Google


A câmara municipal de Lisboa está a promover dez aulas de culinária gratuitas em vários mercados municipais da cidade. As inscrições são limitadas a 20 participantes por aula e a iniciativa decorre até ao dia 02 de Abril.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Proporcionar a arte da culinária e criar uma “nova dinâmica” para os mercados municipais são os objectivos que norteiam a ideia desenvolvida pela autarquia lisboeta, refere a edilidade em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

As aulas de culinária estão limitadas a 20 participantes e as inscrições devem ser feitas nos mercados aderentes, junto ao respectivo fiscal.

 

“Os ‘workshops’ serão sempre acompanhados pelos ‘chefs’ e incluem a selecção e compra dos alimentos - único valor a pagar pelos participantes – e a preparação das respectivas refeições no local”, explica a câmara municipal de Lisboa na nota enviada.

 

A próxima aula tem lugar no dia 29 de Janeiro com o ‘chef’ Pascal Meynard, no Mercado de Arroios. Seguem-se o Mercado de Alcântara (05 de Fevereiro), Mercado de 31 de Janeiro (Saldanha; 12 de Fevereiro), Mercado da Ribeira (19 de Fevereiro), Mercado de Campo de Ourique (05 de Março), Mercado de São Domingos de Benfica (19 de Março), Mercado da Ajuda (26 de Março) e Mercado de Benfica (02 de Abril).

 

 



publicado por Expressões Lusitanas às 11:11 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.11.10

 

João Manuel Serra era mais conhecido pelos lisboetas como o “Senhor do Adeus”. Todos os dias passeava pelas ruas do Saldanha e acenava a quem passava, acreditando que todos assim seriam mais felizes. Morreu hoje com 80 anos de idade.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

No novo disco do fadista Marco Rodrigues – “Tantas Lisboas” - está incluído um tema dedicado ao “Senhor do Adeus”. Escrito pelo ‘rapper’ Boss AC, “O Homem do Saldanha” é uma canção interpretada em dueto com Carlos do Carmo.

 

Entretanto, surgiu no “Facebook” um apelo para uma concentração hoje no Saldanha, às 22:00, para “dizer adeus aos carros, em homenagem ao senhor João que o fazia noite após noite”.

 

O local, o dia e a hora do funeral de João Manuel Serra ainda não são conhecidos.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.10.10

Créditos fotográficos: Agência Zero


A Câmara Municipal de Lisboa e a organização do Rock in Rio assinaram hoje o protocolo que prevê a realização do evento em 2012 no Parque da Bela Vista. No decorrer da cerimónia, vários moradores protestaram de forma pacífica.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A cerimónia decorreu junto ao pórtico do Parque da Bela Vista, em Lisboa. Moradores do bairro contíguo a este espaço de lazer aproveitaram para expressar o seu descontentamento.

 

“Os moradores não têm opinião” e “isto é uma palhaçada” foram algumas das frases proferidas por residentes no decorrer da cerimónia.

 

“[Durante o Rock in Rio] Temos de levar durante a noite com barulho e música. Há aqui gente doente e acamada. Isto não pode ser”, protestava um morador.

 

A contestação levou a vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, dizer, durante a sua intervenção, que “é preciso ouvir as pessoas”.

 

O protocolo, hoje assinado, estipula a disponibilização do Parque da Bela Vista à organização do festival de música e isenta-a de licenças camarárias, mediante obrigações associadas.

 

“A substituição da vedação do Parque da Bela Vista e a construção de uma ciclovia entre a Bela Vista e as Olaias vão ser as principais contrapartidas”, detalha o vereador do Ambiente Urbano, José Sá Fernandes.

 

Por seu lado, o presidente da autarquia lisboeta preferiu sublinhar a “importância” que o Rock in Rio representa para a cidade e para o país. António Costa destaca ainda a “ajuda” proporcionada pelo festival para que os lisboetas “descobrissem” ou a “redescobrissem” o Parque da Bela Vista.

 

Após um período que o edil apelidou de “incerteza”, está agora assegurado que o Rock in Rio “veio para ficar”. Desta forma, a vice-presidente do Rock in Rio adianta que “não há a intenção” de o festival abandonar a capital portuguesa.

 

“Após dez anos, o Rock in Rio regressa ao Rio de Janeiro muito mais maduro, fruto das edições realizadas em Lisboa”, detalha Roberta Medina.

 

Em 2012, no âmbito da assinatura do protocolo, Lisboa acolhe a quinta edição do festival de música e entretenimento.



publicado por Expressões Lusitanas às 20:18 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.10.10

 

Os portugueses Fonzie vão apresentar o seu novo disco intitulado “Caminho” no Teatro da Comuna, em Lisboa, e no Hard Club, no Porto, nos dias 29 e 30 de Outubro, respectivamente. Os bilhetes estão apenas à venda nos locais do concerto.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista


Os Fonzie estão de regresso e apresentam o seu quinto álbum de originais - “Caminho”. Pela primeira vez, em 14 anos de carreira, apresentam um disco totalmente cantado em português, marcando um novo ciclo de vida na banda.


Ambos os concertos começam às 22:00. Os bilhetes custam 7,5 euros.



publicado por Expressões Lusitanas às 17:19 | link do post | comentar

Sexta-feira, 01.10.10

Foto: José Sá Fernandes (vereador CMLisboa), Roberta Medina (vice-presidente do Rock in Rio) e António Costa (presidente da CMLisboa)

 

O “sonho” da construção da ponte pedonal e ciclável entre Olaias e Bela Vista, em Lisboa, vai demorar cerca de seis meses, num investimento total de 1 milhão e 285 mil euros, divididos entre a autarquia lisboeta (1 milhão e 200 mil euros) e o Rock in Rio (800 mil euros). A nova infra-estrutura surge na sequência da rede de ciclovias da cidade e das contrapartidas assumidas entre a edilidade e o Rock in Rio.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Foi hoje colocada a primeira placa para oficializar o início da construção da ponte pedonal e ciclável entre as Olaias e o Parque da Bela Vista Sul.

 

O vereador do Ambiente e Espaços Verdes da Câmara Municipal de Lisboa afirma que a construção da infra-estrutura é um “sonho” realizado. José Sá Fernandes salienta ainda que se trata de uma obra “importante” para a Bela Vista.

 

“É uma zona muito isolada do resto da cidade e só se consegue ir de carro. Daqui a seis meses já podemos ir a pé e, inclusivamente, de bicicleta”, refere.

 

Por seu lado, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa mostra-se “muito satisfeito” em ver concretizado o projecto, após “testemunhar” os dois anos de “negociações difíceis” sobre a permanência do Rock in Rio na cidade e a elaboração das respectivas contrapartidas.

 

António Costa declara ainda que a “essência” da ponte consiste no facto de estar integrada numa via ciclável considerada “essencial”, destacando que o projecto “não se limita” à zona ribeirinha da capital.

 

Explica também que a futura ponte vai ser “muito importante”, tendo em conta que vai “ajudar” a ligar o Parque da Bela Vista ao resto da cidade, “reforçando” a “centralidade” da sua localização.

 

Para tal, e para além da nova ponte, o edil recorda um conjunto de outras “actividades” e “acções” levadas a cabo, como a “Casa das Cores” (2008), um antigo palacete recuperado e parte integrante do Movimento ao Serviço da Vida, e as obras a executar na Quinta do Pombeiro, espaço a ser utilizado pelo Serviço Português para Refugiados.

 

Roberta Medina corrobora a linha de pensamento de António Costa ao considerar “impensável” uma parque “maravilhoso” não ser “aproveitado pelos lisboetas”. Nisto, a vice-presidente do Rock in Rio afirma ser “bom” ver o projecto sair do papel.



publicado por Expressões Lusitanas às 18:08 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.09.10

 

As galerias romanas na Rua da Prata, em Lisboa, podem ser visitadas entre os dias 24 e 26 de Setembro. Com entrada livre, a visita é acompanhada por técnicos do Museu da Cidade entre as 10:00 e as 18:00.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

Apenas durante três dias num ano, as galerias romanas edificadas por debaixo da Rua da Prata, em Lisboa, podem ser visitadas.

 

Os bombeiros bombeiam toda a água existente, elemento considerado essencial para a conservação do sistema de estacas erigido no tempo de Marquês de Pombal, aquando da reconstrução da Baixa lisboeta.

 

Descobertas após o terramoto de 1755, esta estrutura romana foi alvo de vários estudos, a fim de se descortinar a sua função original. Hoje as teses indicam que se trata de um criptopórtico.

 

“Os criptopórticos eram construções abobadas, empregues com alguma frequência pelos romanos em terrenos instáveis ou de topografia irregular para criar uma plataforma de suporte a outras edificações, normalmente públicas”, pode ler-se na página da Câmara Municipal de Lisboa na Internet.

 

“As suas características construtivas, tipologia e materiais associados sugerem uma construção da época de Augusto, datada entre o século I a.C e o século I d.C., e contemporânea de outros grandes edifícios públicos da cidade de Olisipo”, lê-se ainda na página da edilidade.

 

Não é necessária marcação para se visitar as galerias milenares. No entanto, a autarquia e o Museu da Cidade recomendam que os interessados cheguem cedo, tendo em conta as extensas filas habituais nos anos anteriores.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:40 | link do post | comentar

Sexta-feira, 23.07.10

 

A Tapada da Ajuda, em Lisboa, recebe em Setembro o festival ‘Lisbon Unplugged’, que “apela ao desligar de preconceitos” e ao “despir de rótulos”, promovendo a “diversidade” e as “diferenças sociais, artísticas e culturais”. David Fonseca e Rita Redshoes são os artistas nacionais convidados.

 

Daniel Pinto Lopes

Jornalista

 

A apresentação do novo festival lisboeta decorreu hoje, 23 de Julho, no Chiado. Em certos momentos, a sala onde estavam os convidados e jornalistas ficou às escuras.

 

“Quando estamos no escuro, torna-se mais difícil haver preconceitos”, explica ao Expressões Lusitanas a directora do festival, Vanessa Cotrim.

 

A responsável afirma que se trata de um festival em que as pessoas “têm de ir desligadas de todos os preconceitos e rótulos”.

 

David Fonseca e Rita Redshoes são, para já, os dois artistas nacionais presentes na primeira edição do ‘Lisbon Unplugged’.

 

Vanessa Cotrim acrescenta ainda que o festival vai ter também uma tenda electrónica com “um conceito diferente” e que os concertos “não vão ser realizados ao mesmo tempo”.

 

Para além da música, que assume um carácter “complementar” no festival, o evento vai dispor de um “Pavilhão das Artes”, espaço que pretende “dar a oportunidade” a uma “série de criadores algo marginalizados no circuito dito convencional”, afirma o director artístico do festival, Luís Castro.

 

‘Lisbon Unplugged’ vai ter lugar na Tapada da Ajuda, em Lisboa, mais concretamente na zona interior do Instituto Superior de Agronomia, da Universidade Técnica de Lisboa (UTL), durante os dias 10 e 11 de Setembro.



publicado por Expressões Lusitanas às 19:40 | link do post | comentar

Sábado, 19.06.10

 

A urna do Nobel da Literatura José Saramago está nos Paços do Concelho da câmara municipal de Lisboa, onde vai ficar em câmara ardente no salão nobre até amanhã, domingo. "Obrigado, Saramago" lê-se nas faixas colocadas na fachada do edifício da câmara municipal.

 

Expressões Lusitanas

 

Centenas de pessoas despediram-se comovidas de José Saramago, ao longo das ruas de Lisboa, por onde passou, hoje, o cortejo fúnebre.



publicado por Expressões Lusitanas às 15:37 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.05.10

 

O Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa está de regresso à capital portuguesa na sua 11ª edição. Este ano vão ser apresentados 21 espectáculos de teatro realizados por estudantes universitários, entre os quais, para além dos portugueses, constam grupos de Marrocos e Turquia.

 

Daniel Pinto Lopes

 

O FATAL trata-se de um “espaço de liberdade, criação e formação”, concedendo, desta forma, “voz” aos grupos universitários portugueses e internacionais e ao trabalho de formação e “desenvolvimento pessoal” feito ao longo do ano, informa a organização em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.


Ao todo participam no FATAL deste ano cerca de 40 grupos de teatro, numa média de 500 pessoas envolvidas, entre estudantes universitário de várias instituições de ensino superior e encenadores.

 

O Festival deste ano conta com várias estreias teatrais, vindas directamente de Leiria (grupo Piratautomático) e de Viseu (Teatro da Academia).

 

A nível internacional, o FATAL de 2010 apresenta igualmente estreias de dois grupos de teatro, tais como o da Faculdade de Letras e Ciências Humanas de Ancara, capital turca, e da Universidade de Ibn Zohr-Agadir, Marrocos.

 

Para além dos espectáculos teatrais dentro de portas, o Festival apresenta um conjunto de sete ‘performances’, que, de acordo com a organização, “prometem surpreender o público” e “dar vida a vários locais da capital”, entre os dias 6 e 23 de Maio.

 

As sete ‘performances’ são “Planta uma República” (Piratautomático), “República da Esperança” (Grupo de Teatro Miguel Torga), “Introdução” (Escola Superior de Teatro e Cinema),” Recanto do Orador” (mISCuTEm), “O triunfo do Tomate” (NNT), “Concerto em dó maior” (bozart) e “e(s)(n)tranho” (CITAC & ESMAE).

 

“O carácter experimental e dinâmico destas apresentações irá animar a capital alfacinha e dar maior visibilidade ao trabalho dos jovens actores, levando o teatro directamente ao encontro do público”, detalha a organização.



publicado por Expressões Lusitanas às 14:21 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.04.10

 

Nação Zumbi, Nancy Vieira e Expensive Soul são os nomes confirmados para actuarem no palco secundário da quarta edição do Festival Delta Tejo,  numa "viagem pelas rotas dos países produtores de café".

 

Expressões Lusitanas

 

Em comunicado, a organização do Festival Delta Tejo adianta os nomes dos artistas que vão actuar no palco secundário da quarta edição do evento.

 

No dia 2 de Julho, os Nação Zumbi sobem ao palco para mostrar o seu pop brasileiro, numa actuação "onde nada é em excesso e tudo 'se ouve na conta certa'", detalha a Música no Coração no mesmo comunicado.

 

No mesmo dia, os portugueses Expensivel Soul, de Leça da Palmeira, vão apresentar o seu mais recente trabalho discográfico "Utopia", que vai ser editado durante o mês de Maio.

 

No dia seguinte, 3 de Julho, o Dias das Mulheres, dedicado às vozes femininas, é a vez de Nancy Vieira subir ao palco, com os seus ritmos tradicionais de Cabo Verde.

 

Já na sua quarta edição, o Delta Tejo "reforça" este ano a bandeira sustentável, apostando na melhoria do recinto e pretende continuar a melhorar as infra-estruturas de Monsanto, "procurando reduzir o seu impacto ambiental", pode ainda ler-se no mesmo comunicado.

 

O cartaz do palco principal do Festival Delta Tejo já está encerrado.

 

Notícias relacionadas:

Festival Delta Tejo com cartaz completo no palco principal

Delta Tejo com dia dedicado às vozes femininas

Festival Delta Tejo: Confirmados Carlinhos Brown, Nneka e Buraka Som Sistema



publicado por Expressões Lusitanas às 16:58 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.04.10

 

A terceira edição do evento gastronómico “Peixe em Lisboa” decorre no Pavilhão de Portugal, em Lisboa, até 18 de Abril, uma iniciativa que “promove” a capital portuguesa enquanto “destino turístico”. A aposta deste ano é reforçar a sua internacionalização.

 

Daniel Pinto Lopes

 

O presidente da câmara municipal de Lisboa, António Costa, presente na abertura de mais uma edição do “Peixe em Lisboa”, e citado no comunicado enviado pela organização ao Expressões Lusitanas, refere que esta acção é “uma das principais iniciativas da Associação de Turismo de Lisboa (ATL) na promoção da cidade enquanto destino turístico”.

 

Um dos principais objectivos dos organizadores do “Peixe em Lisboa” para este ano centra-se no reforço da internacionalização. Desta forma, a edição de 2010 procura “um maior número de presenças de chefes de cozinha internacionais de renome”, com particular destaque para o Brasil.

 

“É actualmente um dos países mais interessantes do ponto de vista gastronómico, em que se destaca a enorme diversidade e qualidade dos restaurantes de São Paulo, estando a viver um efervescente momento de modernização, mas mantendo sempre uma grande ligação às suas tradições (forte influência portuguesa) e aos seus variadíssimos produtos”, detalha a organização no mesmo comunicado.

 

Neste sentido são convidados da edição deste ano alguns nomes da gastronomia brasileira, como Alex Atala, Bel Coelho, Beto Pimentel, Claude Troigros, Mara Salles e Tsuyoshi Murakami.

 

A organização calcula receber entre 21 a 25 mil pessoas, estimativas feitas com base no total de visitantes em 2009 (21 mil e 600), o que significou um aumento de 4 mil e 600 visitas em relação ao ano de estreia (2008).

 

A terceira edição desta iniciativa realiza-se pelo segundo ano consecutivo no Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 13:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 09.04.10

 

David Fonseca sobe aos palcos do Coliseu de Lisboa e do Porto para apresentar o seu mais recente disco “Between Waves”. Os concertos vão ter uma “forte componente cénica”, criando um “ambiente envolvente”, a fim de que o público esqueça “por momentos” o seu quotidiano.

 

Daniel Pinto Lopes

 

O músico português mostra-se “muito satisfeito” com o percurso que o seu mais recente álbum está a seguir (surgiu em primeiro lugar na tabela de vendas na primeira semana) e com a adesão que o mesmo tem junto do público.

 

“É uma recompensa muito grande fazer um disco e depois ter a atenção e a participação activa das pessoas, que saiem de casa para ver os concertos, entre outras coisas”, destaca ao Expressões Lusitanas.

 

O novo disco de David Fonseca “Between Waves” apresenta algumas diferenças em relação ao anterior “Dreams in Colours”. O músico confessa que as diferenças entre álbuns são “necessárias”, pois serve para “estimular a criatividade”.

 

Passou-se de um disco “festivo” para este novo álbum que retrata o “dia seguinte desta festa”, que também carrega “alguma alegria e festividade”, mas tem uma “perspectiva diferente”.

 

“[O “Between Waves] acaba por ser um disco mais experimental em vários aspectos em relação ao disco anterior. Acho que é um álbum muito intenso”, explica.

 

David Fonseca sobe ao palco do Coliseu de Lisboa na sexta-feira, 9 de Abril. No dia 16, também sexta-feira, o artista ruma até ao Porto para actuar no Coliseu da cidade Invicta.

 

Os concertos nas duas cidades vão ser “semelhantes”, durante os quais a componente cénica vai estar “bastante presente”.

 

O músico promete “arriscar” em vários sentidos, tanto na parte cénica, como na forma como o concerto vai ser feito e nas canções que vai tocar até às surpresas que “estão preparadas”.

 

O objectivo consiste em criar um “ambiente envolvente” para com o público, a fim de que este se “esqueça”, por momentos, do seu dia-a-dia.

 

O repertório já está escolhido e não se centra apenas nas novas canções de “Between Waves”. O espectáculo vai percorrer vários momentos musicais da sua carreira, alguns deles “muito mais antigos do que aquilo que se possa supor”.

 

O público presente vai poder ainda ouvir canções dos Silence 4, grupo do qual fez parte.

 

Questionado pelo Expressões Lusitanas sobre para quando canta em português, David Fonseca afirma que a ideia de que não canta em português é “falsa”, recordando, por exemplo, a sua passagem pelos Humanos e algumas músicas “pontuais” em português que teve em discos anteriores.

 

“É uma decisão que tem de ser, acima de tudo, pessoal e algo que acontece porque tem de acontecer. Algo natural e não imposto”, conclui David Fonseca.



publicado por Expressões Lusitanas às 13:32 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.03.10

Créditos fotográficos: Agência Zero

 

A capital portuguesa vai ser o cenário de algumas acções de “Viver a Vida”, telenovela que está em exibição em Portugal e no Brasil. Os fotógrafos Bruno e Felipe, representados pelos actores brasileiros Thiago Lacerda e Rodrigo Hilbert, vão estar em Lisboa para fazer a cobertura de um evento de moda, informa a organização do Rock in Rio em comunicado.

 

Expressões Lusitanas

 

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, representantes da Associação de Turismo de Lisboa, Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio-Lisboa, e os responsáveis da telenovela brasileira “Viver a Vida”, da TV Globo, reuniram-se ao início da tarde de sexta-feira, 19 de Março, para trocar ideias sobre possíveis locais de gravação das cenas desta telenovela que vão ser protagonizadas em breve pelos actores Thiago Lacerda e Rodrigo Hilbert.

 

Foi o ponto de partida da iniciativa idealizada por António Costa e Roberta Medina, que visa promover e aumentar o interesse do público brasileiro pelo destino turístico Lisboa.

 

Outras notícias Rock in Rio



publicado por Expressões Lusitanas às 07:36 | link do post | comentar

Sábado, 27.02.10

 

A Tenda Electrónica vai ter o seu conceito inspirado nas imagens de satélite das crateras da lua e dos planetas. Cerca de quatro mil pessoas vão poder ouvir diferentes estilos de música electrónica nos cinco dias do evento.

 
Daniel Pinto Lopes
 

Um espaço renovado e com nova localização (altera o espaço com o palco Sunset) no Parque da Bela Vista vai animar o público do Rock in Rio 2010 entre as 21:00 e as 04:00 durante os cinco dias de realização do evento.

 

A organização do Rock in Rio inspirou-se nas imagens de satélite das crateras da lua e dos planetas, tendo uma “estrutura redonda com 40 metros de diâmetro” e com capacidade para cerca de quatro mil pessoas, informa a organização em comunicado.

 

Com uma temática mais “alternativa”, a vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, refere ao Expressões Lusitanas que se está a “aprender cada vez mais com o mundo da electrónica” e a “respeitar ao máximo as características” deste público.

 

Cada um dos cinco dias vai apresentar “estilos diferentes” e este ano a Tenda Electrónica vai receber uma “maior diversidade” de artistas, o que, neste sentido, Roberta Medina perspectiva que “vai ser animado”.

 

Os critérios que definiram a edição da Tenda Electrónica deste ano são “apenas musicais”, as “tendências” e “aquilo que se passa”, esclarece o director artístico deste espaço, Miguel Marangas.

 

“A música electrónica é muito rica em conteúdos e está permanentemente a ser actualizada e há sempre novos artistas. Os critérios passam também pela inovação e com artistas que, de alguma maneira, não actuam regularmente no país”, detalha.

 

A ideia é, diz Miguel Marangas, tentar que haja uma “fusão de estilos”, mas que estes se “enquadrem uns nos outros” para não haja “grandes discrepâncias por noite”, tendo em conta que “cada noite tem a sua identidade”.

 

Um dos dj’s convidados é o português DJ Vibe que afirma ao Expressões Lusitanas que “ainda é cedo” para “fazer planos” sobre aquilo que vai tocar na Tenda Electrónica.

 

“É prematuro estar a dizer o que vai ser feito, porque todos os dias as novidades da música chegam e estar a fazer uma perspectiva do que posso vir a tocar é difícil para mim. O que estou a tocar hoje, talvez não toque daqui a um mês”, adianta.

 

Para DJ Vibe, o estado da música electrónica em Portugal está “melhor do que nunca”, havendo “mais produção” e com uma melhor qualidade, estando já num “patamar” de “igualdade” em relação ao resto do mundo.

 

“Cada vez mais há pessoas, produtores e dj’s que estão a levar a música nacional um pouco por tudo o mundo e daí vejo as coisas pelo lado positivo. Para alguns dj’s internacionais, Portugal tem um som muito próprio”, adianta DJ Vibe.

 

O Rock in Rio volta ao Parque da Bela Vista, em Lisboa, nos dias 21, 22, 27, 29 e 30 de Maio de 2010.

 



publicado por Expressões Lusitanas às 20:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.02.10

 

O ciclo "Sexta, Meia Noite e uma Guitarra", em que este instrumento de cordas assume um "elemento integrante e integrador", prossegue hoje, em Lisboa, com o espectáculo de Louro & Lima e Edgar Pêra com "Estórias de Uma Lisboa Fora de Si", no Cinema São Jorge.

 

Daniel Pinto Lopes

 

O "Sexta, Meia Noite e uma Guitarra" teve início no passado dia 5 de Fevereiro, um espectáculo que teve lotação esgotada. A actuação "Tons de Fado" esteve a cargo de José Manuel Neto e Camané, onde a voz esteve conjugada com a guitarra portuguesa.

 

O ciclo de espectáculos "não é um festival de guitarras virtuosa", no qual a guitarra é um "elemento integrante e integrador do conjunto que faz a música, da guitarra criativa das melodias e das canções da música popular - no fado, por exemplo, ela é protagonista, mas não está sozinha em cena, é cúmplice da voz, faz perguntas, responde, sublinha e, em última análise, também conta a história ", explica a organização em comunicado enviado ao Expressões Lusitanas.

 

Cada espectáculo do "Sexta, Meia Noite e uma Guitarra" tem como base e ponto de partida o trabalho de um guitarrista, apresentado num "contexto de diálogo, mistura e experimentação com outras formas de expressão artística (cantores, actores, realizadores, outros músicos, entre outros)".

 

Hoje, à meia-noite, André Louro e João Lima (OqueStrada) "cruzam as artes distintas do piano e da guitarra portuguesa, instrumentos de tradições e sonoridades diversas que raramente se misturam, para a criação de uma identidade musical única e original", informa ainda a organização.

 

Para este espectáculo, João Lima convida o cineasta Edgar Pêra, que vai apresentar a vertente vídeo. "Cada uma das estórias ganha na tela uma forma visual que acentua os traços da sua realidade burlesca", tendo em conta que, no conjunto, "são as cenas que compõem o filme de uma Lisboa fora de si", refere a organização do evento.

 

O "Sexta, Meia Noite e uma Guitarra" tem lugar todas as sextas-feiras até ao dia 5 de Março no Cinema São Jorge, em Lisboa.

 

</style> </p>


publicado por Expressões Lusitanas às 09:34 | link do post | comentar

Sábado, 06.02.10

 

REPORTAGEM ÁUDIO:

 

Mickael Carreira pisa pela segunda vez o palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, um concerto que vai ter casa cheia e ser gravado para posterior edição em DVD, um dos passos que "faltava" na carreira do cantor.

 

Daniel Pinto Lopes

 

O concerto de hoje, sábado, às 22:00, vai ter como base as canções do novo disco "Tudo o Que eu Sonhei" e algumas dos dois álbuns anteriores.

 

O cantor promete que o espectáculo vai ser a "maior produção" que fez no decorrer da sua carreira. Mickael explica ao Expressões Lusitanas que "ficou de boca aberta" quando viu o cenário pela primeira vez.

 

"Quando entrei pela primeira vez esta semana no Coliseu, na altura das montagens, olhei para o cenário e fiquei como um puto, porque ver o cenário no computador é diferente de o ver ao vivo", lembra Mickael.

 

Para o cantor, voltar ao palco do Coliseu é "fantástico", estando a trabalhar para que o regresso a esta sala prestigiada de Lisboa seja "como se fosse pela primeira vez".

 

À medida que a hora do concerto se aproxima - "a hora da verdade", como diz Mickael -, os nervos "aparecem", porque pretende que "tudo corra bem".

 

O repertório já está escolhido e "muito bem alinhado". Mickael vai combinar canções do novo disco com outras que foram bem sucedidas nos dois e únicos álbuns anteriores.

 

"Fui repescar alguns dos temas dos três discos, porque, falando por mim, acho que é um erro quando se baseia o alinhamento só no último disco. Há outros temas que as pessoas fazem questão de ouvir e que marcaram estes quatro anos", sublinha.

 

O concerto de hoje à noite vai ter casa cheia, algo que Mickael admite ao Expressões Lusitanas ter sido a "primeira vez" que aconteceu com "tanto tempo de antecedência".

 

Se Mickael pudesse referir alguma coisa a cada pessoa que vai estar hoje no concerto, dizia, de forma humorística, que "iria fazer um 'striptease'".

 

"Não, estou a brincar (risos). O que eu posso dizer é que as pessoas vão ficar muito surpreendidas e não sairão daqui desiludidas", garante Mickael.

 

Tony Carreira marca presença no concerto para interpretar o tema "Filho e Pai". Esta foi a canção que Mickael deu voz juntamente com o pai na primeira vez que pisou o palco do Coliseu em 2002.

 

Mickael diz que o pai "tinha de estar presente" no concerto - um convidado que "não podia faltar" -, indo mais longe ao referir que se está "nas tintas" para aqueles que pensam que está sempre a "convidar o papá".

 

A cantora natural da Indonésia, mas com cidadania francesa, Anggun, é também convidada do concerto. Anggun fez um dueto com Mickael Carreira no tema "Chama Por Mim (Call My Name)".

 

O espectáculo vai ser gravado para posterior edição em DVD, um dos passos que "faltava" na carreira do cantor.

 

"Não vou esconder que é uma das coisas que queria fazer há já muito tempo. Achei que este ano era o momento certo e o Coliseu é uma sala de que gosto muito e pela qual tenho muito carinho", conclui.



publicado por Expressões Lusitanas às 10:32 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.01.10

 

O Cinema Europa, previsto para ser demolido há vários anos, aguarda a compra da Câmara Municipal de Lisboa de parte do edifício, depois do "primeiro passo", que foi a garantia financeira em Orçamento Participativo. *com DN

 

Na descrição do projecto é estabelecida a "criação de um equipamento cultural no piso zero do Europa, respondendo a uma carência desta zona da cidade", comprometendo-se a autarquia da capital a adquirir parte do edifício que data da década de 1930.
 
Dos 4 935 000 euros atribuídos a 12 projectos no Orçamento Participativo de 2010, 690 mil euros foram destacados à iniciativa referente ao Cinema Europa, quantia a distribuir por "diversos projectos" e "obra e equipamento do novo espaço cultural".


publicado por Expressões Lusitanas às 22:51 | link do post | comentar

Terça-feira, 29.12.09

                  

 

O concerto de passagem de ano dos Xutos & Pontapés na Torre de Belém, em Lisboa, foi cancelado por motivo de doença  e internamento de urgência do músico Zé Pedro, devido a uma "hemorragia digestiva alta".

 

Em comunicado, a assessoria de imprensa da banda revelou que o músico dos Xutos & Pontapés está "estável", mas ainda se encontra "sob vigilância médica".

 

Os GNR, que já confirmaram a presença, vão substituir os Xutos no espectáculo de fim de ano previsto nos jardins da Torre de Belém, que marca a entrada no novo ano de 2010.



publicado por Expressões Lusitanas às 22:32 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 17.12.09

 

 

André Sardet vai recriar o seu "Mundo de Cartão" no Chiado, em Lisboa, aproveitando a época natalícia para dar a conhecer as diferentes personagens deste mundo imaginário criado pelo cantor e a possibilidade de se interagir com as mesmas.
 
Pelo Chiado, neste domingo, 20 de Dezembro, a partir das 16:00, vão passear a Maria Bailarina, a Boneca Joana, o Palhaço Gargalhadas e o Mestre de Cerimónias, que vai convidar as crianças e os adultos a conhecerem o lado real do "Mundo de Cartão".
 
As crianças que queiram sentir na pele as personagens do "Mundo de Cartão"  vão ter à sua disposição maquilhagens faciais e surpresas.
 
A iniciativa é da Associação de Valorização do Chiado e do Bairro Alto Hotel, que vai ter, à entrada, um anjo suspenso e, no seu interior, uma exposição ilustrativa do "Mundo de Cartão".
 
ÁUDIO: Música de Natal do "Mundo de Cartão" de André Sardet
 


publicado por Expressões Lusitanas às 18:58 | link do post | comentar