Terça-feira, 09.02.10

 

A uma semana do Carnaval de Torres Vedras, os criativos reforçam o trabalho para concluir os carros alegóricos que saem à rua, satirizando figuras, como Cavaco Silva, Manuela Ferreira Leite, José Sócrates, Cristiano Ronaldo e até o Papa. *com DN

 

No armazém de uma das empresas construtoras dos carros alegóricos, o Presidente da República, ainda com metade do rosto por pintar, surge imponente num dos carros que ganha a forma do mapa de Portugal.

 

Cavaco Silva é o árbitro que, em vez do cartão vermelho, mostra o cartão do Veto Presidencial às leis do Governo socialista, enquanto José Sócrates está no papel de jogador em situação de desequilíbrio face às decisões do Chefe de Estado.

 

A líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, também não escapa à sátira e surge como a “sombra” e a grande influência de Cavaco Silva, munida das “Leis do Governo Socialista” que tenciona rasgar.

 

O futebolista Cristiano Ronaldo volta a estar no centro da crítica carnavalesca em Torres Vedras, desta vez em cadeira de rodas e com uma perna engessada e com um bruxo nas suas costas, em clara alusão à “pouca sorte” e aos “bruxedos” que ensombram a sua carreira futebolística.

 

O primeiro-ministro italiano Sílvio Berlusconi é a figura central de um outro carro alegórico, surgindo acompanhado, à semelhança do imperador César, por guerreiras bonitas e disponíveis, tendo na sua retaguarda a caricatura do Papa Bento XVI, como símbolo da Igreja à recusa do uso do preservativo e dos casamentos homossexuais.

 

Idealizados no papel desde o início do verão, os carros alegóricos começaram a ser construídos em outubro por cerca de três dezenas de trabalhadores, que desde cedo começam a viver a folia carnavalesca.

 

“São poucas as pessoas do Carnaval que não ficam contagiadas por esta euforia porque temos de construir os carros dentro do espírito do Carnaval”, refere Hélder Silva, um dos criativos.

 

Com a temática “Invasões” para assinalar os 200 anos das Linhas de Torres Vedras associadas às invasões francesas, aquele que é considerado o Carnaval mais português de Portugal arranca na sexta-feira com o corso escolar e o corso noturno, sendo esperados 300 mil visitantes até terça-feira de Carnaval, dia 16.



publicado por Expressões Lusitanas às 01:21 | link do post | comentar